Hubble Mostra Que A Galáxia Espiral da Hélice Apresenta Rotação Tanto no Sentido Horário como no Sentido Anti-Horário

Nessa imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble das agências espaciais NASA e ESA da NGC 7479 – criada a partir de observações dos comprimentos de onda do visível e do infravermelho próximo – os braços da galáxia espiral criam a forma de um “S” invertido à media que eles giram no sentido anti-horário. Contudo, no comprimento de ondas de rádio, essa galáxia, as vezes chamada de Galáxia da Hélice, gira no outro sentido, com um jato de radiação que se entorta na direção oposta das estrelas e da poeira presente nos braços da galáxia.

Os astrônomos acreditam que o jato de rádio na NGC 7479 foi colocado em rotação contrária seguindo uma fusão dessa galáxia com outra.

O processo de formação de estrelas é reiniciado pelas colisões galácticas, e na verdade, a NGC 7479 está sob uma grande atividade de formação de estrelas, com muitas estrelas jovens e brilhantes visíveis nos braços espirais e no disco da galáxia. As três estrelas brilhantes na imagem, contudo são estrelas localizadas no primeiro plano da imagem, registradas pelas câmeras pois estão localizadas entre o Hubble e a Galáxia da Hélice.

Essa espetacular galáxia é fácil de ser observada em telescópios de tamanho médio como um pedaço difuso alongado de luz. Os braços espirais podem ser vistos com mais dificuldade em telescópios maiores e em excelentes condições de iluminação, ou seja, lugares escuros longe da poluição luminosa.

Essa imagem foi criada a partir de imagens feitas com o Wide Field Channel da Advanced Camera for Surveys do Hubble. As imagens através do filtro amarelo, F555W, foram coloridas de azul e foram combinadas com as imagens obtidas com o filtro do infravermelho próximo, o F814W que foram coloridas em vermelho. O tempo total de exposição foi de 520 s por filtro e o campo de visão da imagem é de 2.7 arcos de minutos de diâmetro.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1125a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo