fbpx

Hubble Faz Imagem Panorâmica De Uma Turbulenta Região de Formação de Estrelas

Alguns milhões de estrelas podem ser vistas nessa atrativa imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble das Agencias Espaciais NASA e ESA que mostra a estridente região estelar de 30 Doradus localizada no coração da Nebulosa da Tarântula.

A 30 Doradus é região de formação de estrelas mais brilhante da nossa vizinhança galáctica e é o lar das estrelas mais massivas já observadas. A nebulosa localiza-se a 170000 anos-luz de distância da Terra na Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia satélite da Via Láctea. Nenhuma outra região de formação de estrelas na nossa galáxia é tão grande ou prolífica como a 30 Doradus.

A imagem acima representa um dos maiores mosaicos já gerados a partir de imagens obtidas pelo Hubble e consiste de observações feitas pelas Wide Field Camera 3 e Advanced Camera for Surveys, combinadas com observações feitas com o telescópio de 2.2 metros MPG/ESO do European Southern Observatory, que traça a localização do oxigênio e hidrogênio brilhantes.

Essa imagem foi lançada para celebrar os 22 anos do Hubble no espaço.

As estrelas nessa imagem somam uma massa milhões de fezes maior que o sol. A imagem tem aproximadamente 650 anos-luz de diâmetro e contém as mais diversas espécies de estrelas, desde as estrelas de rotação mais rápidas, até as estrelas fugitivas mais velozes e mais massivas que se tem conhecimento.

A nebulosa é próxima da Terra o suficiente para que o Hubble possa identificar estrelas individuais, dando aos astrônomos importante informações sobre o nascimento e a evolução das estrelas. Muitas pequenas galáxias têm explosões de estrelas mais espetaculares, mas a 30 Doradus da Grande Nuvem de Magalhães é uma das únicas regiões de formação de estrelas que os astrônomos podem estudar em detalhe. O frenezi de nascimento de estrelas na 30 Doradus pode ser parcialmente abastecido pela proximidade a uma galáxia companheira, a Pequena Nuvem de Magalhães.

A imagem revela vários estágios do nascimento das estrelas, de estrelas embriônicas com poucos milhares de anos ainda recolhidasem casulos escuros de poeira e gás até gigantescas estrelas que morrem jovens em explosões de supernovas. A 30 Doradus é uma verdadeiravfábrica de formação de estrelas produzindo estrelas numa taxa violenta a milhões de anos. Essa bela imagem do Hubble mostra aglomerados estelares de várias idades de2 a 25 milhões de anos.

A peça central dessa impressionante região é um gigantesco aglomerado estelar chamado de NGC 2070 e tem somente entre 2 e 3 milhões de anos. Só esse aglomerado possui aproximadamente 500000 habitantes. O aglomerado é uma cama quente e acochegante para estrelas jovens e massivas. Seu denso núcleo conhecido com RMC 136 é um pacote que possui algumas das estrelas mais massivas encontradas no universo próximo, pesando mais de 100 vezes a masa do Sol.

As estrelas massivas estão cavando prfundas cavidades nommaterial ao redor atravé de uma verdadeira inudação de radiação ultravioleta talhando o envelope distante da nuvem de gás hidrogênio onde as estrelas naseam. A imagem revela uma paisagem fantástica de pilares, cadeias, e vales. Além de esculpir o terreno gasoso, as estrelas brilhantes podem também estar disoarando uma sucessiva geração de estrelas em formação.

Quando a radiação atinge as densas paredes de gás, ela cria ondas de choque, que podem por sua vez gerar uma nova knda de nascimento de estrelas.

As cores observadas na imagem veem do gás quente brilhante que domina a região. O vermelho significa o gás hidrogênio e o azul o gás oxigênio.

A imagem final foi conseguida a partir de 30 campos separados, 15 obtidos com cada câmera do Hubble envolvida nessa pesquisa. O Hubble fez essas observações em Outubro de 2011. Ambas as câmeras fizeram as observações no mesmo tempo.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/news/heic1206/

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .