Halos e Arcos Espetaculares Riscam os Céus da Polônia

halos_espetacu_polonia_01

observatory_150105Radek Grochowski, viu e fotografou um longo, duradouro e complexo halo em Swdnica, na Polônia, em 25 de Março de 2013. As duas imagens estão aqui nesse post, mas duas horas depois de observação deles, ele viu algo ainda mais excepcional. Ele observou um terceiro halo localizado entre o familiar halo de 22 graus e o halo circunscrito.

Quem na verdade imediatamente reconheceu o que estava acontecendo nos céus da Polônia, naquele instante foi Marko Riikonen. Um tipo de halo em arco bem raro formado por uma coluna horizontal de cristais com terminações piramidais ao invés de terminações planas.

halos_espetacu_polonia_03

Os cristais piramidais na sua maioria têm formas arredondadas aerodinâmicas e por isso não são orientados. Raramente eles tomam orientações planas para gerar uma variedade de parélios, arcos planos. Mais raro ainda é o fato deles se orientarem como colunas horizontais. E isso foi o que aconteceu sobre o céu polonês de Radek.

A imagem abaixo é uma visão realçada da imagem principal desse post. Nessa imagem pode-se destacar os halos coloridos de modo que os círculos parélicos se vão. Enquanto se tentava simular o traçamento de raios e antes de se fazer esse realce, as formas dos cristais foram modificadas para eliminar outros arcos de colunas piramidais que não estavam visíveis. Então a imagem realçada traços de todos eles. A imagem feita por Radek tem mais de uma gema.

halos_espetacu_polonia_02

 

O traçamento de raios abaixo feito para um Sol alto em 40 graus acima do horizonte usou cristais piramidais alinhados como colunas orientadas. Colunas orientadas aleatoriamente produziram o halo de 22 graus e poucas placas e cristais de Parry, completaram a mistura.

As temrinações piramidais são severamente truncadas e esses cristais facilmente teriam um preciso alinhamento horizontal. A passagem dos raios segue as faces de acordo com a numeração mostrada abaixo.

halos_espetacu_polonia_06

Os arcos priamidais receberam esse nome pois estão relacionados com halos de raios estranhos que seriam gerados se os cristais fossem aleatoriamente orientados. Todos os arcos de colunas são arcos de contato, ou seja, em algum ponto eles se tocam e são tangentes aos halos circulares com raios estranhos relacionados.

Teria sido fantástico também se pudessem ter visto o arco colunar de 9 graus, como o último pedaço do bolo, mas provavelmente os cristais foram derretidos pelo brilho do Sol.

halos_espetacu_polonia_04

halos_espetacu_polonia_05

Fonte:

http://www.atoptics.co.uk/fz887.htm

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.