fbpx
26 de fevereiro de 2024

As Grandes Antenas do ALMA


Trabalhadores no Atacama Large Millimeter/submillimeter Array, ou ALMA projetam levantar as próximas três antenas do telescópio. Essa foto nos dá o real senso de tamanho desses pratos gigantes, que possuem 12 metros de diâmetro e são aproximadamente 7 vezes maiores que um ser humano de estatura mediana. Quando completado, o ALMA irá consistir de 66 antenas de alta precisão, 54 delas formadas por pratos de 12 metros como esses vistos na imagem e 12 mais compactas com o diâmetro de 7 metros. O veículo de transporte amarelo de 28 rodas que tem força suficiente para carregar as antenas de 100 toneladas também é construído numa escala gigantesca.

Essa foto foi feita no ALMA Operations Support Facility a 2900 metros de altura aos pés da cordilheira dos Andes, onde as antenas são montadas e testadas. Na parte esquerda da imagem está uma das antenas Europeias do ALMA, apontando para o horizonte. Atrás dela está uma das antenas projetadas pelo Japão, enquanto que à direita, já no veículo de transporte e apontando para cima, está outra antena Europeia. Essa é a primeira antena Europeia que começará a jornada até o Array Operations Site no platô de Chajnantor, e foi fotografada em Julho de 2011. Desde que essa fotografia foi feita, essa antena e outras como ela foram colocadas em Chajnantor enquanto o ALMA fazia suas primeiras observações científicas. O ALMA está sendo desenvolvido para estudar o chamado universo frio, a radiação remanescente do Big Bang e as nuvens de gás e poeira molecular onde as estrelas e os planetas se originam.

O ALMA é uma instalação astronômica internacional, e é uma parceria entre a Europa, a América do Norte e o Leste da Ásia com a República do Chile. A construção do ALMA e as operações são lideradas na Europa pelo ESO, na América do Norte pelo National Radio Astronomy Observatory, o NRAO, e no Leste da Ásia pelo National Astronomical Observatory of Japan, o NAOJ. O Joint ALMA Observatory (JAO) exerce a liderança única e o gerenciamento da construção, comissionamento e operação do ALMA.

Vinte e cinco antenas Europeias do ALMA estão sendo providenciadas pelo ESO através de um contrato com o European AEM Consortium. O ALMA também terá 25 antenas fornecidas pela América do Norte e 16 pelo Leste da Ásia.

Fonte:

http://www.eso.org/public/images/potw1203a/


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo