fbpx

Galeria de Imagens – 23 de Março de 2012

A primeira foto dessa pequena galeria mostra as regiões de Syrtis Major, Arabia e Eden em Marte e foi registrada por um telescópio em Sao Petesburgo no dia 1 de Março de 2012. O fato interessante dessa foto é que ao mesmo tempo que uma névoa cobria a cidade de São Petesburgo aqui na Terra, uma névoa também pôde ser vista nos limbos e na região polar do Planeta Vermelho.

A foto acima mostra o aglomerado aberto de estrelas conhecido como NGC 752 que fica localizado na constelação de Andrômeda, a Princesa. Esse aglomerado brilha com uma magnitude de 5.7, ou seja, brilhante o suficiente para que muitos observadores consigam observá-lo até mesmo a olho nu em locais bem escuros e longe da poluição luminosa. Na mesma imagem é possível ver outro tipo de aglomerado na parte terminal sul do NGC 752. Porém, ao invés de ser um aglomerado de estrelas, esse é um aglomerado de galáxias, conhecido como Abell 262 e que possui algumas dezenas de objetos com magnitude 13 ou mais apagados ainda. A foto acima foi feita com um telescópio Takahashi de 4 polegadas, FSQ-106ED, um refrator apocromático, com uma câmera SBIG ST-2000XM CCD, com filtros LRGB e com exposições de 45, 72, 72 e 72 respectivamente por filtro.

A última foto dessa galeria, mostrada acima, apresenta as galáxias M81 e M82, também conhecidas como Galáxias do Bode e do Charuto. Esse par de galáxias se localiza a aproximadamente 12 milhões de anos-luz da Terra na direção da constelação da Ursa Major, a Grande Concha. A galáxia espiral à direita é a Galáxia do Bode, que também é conhecida como Messier 81 ou NGC 3031. A Galáxia do Charuto, Messier 82 ou NGC 3034 é a galáxia de explosão de estrelas localizada à esquerda. A proximidade da Galáxia do Bode com a Terra, seu tamanho relativamente grande, seu relativo brilho superficial, com magnitude aparente de 6.94, e o seu núcleo ativo que abriga um buraco negro supermassivo, faz dela um alvo popular tanto para astrônomos amadores como para astrônomos profissionais. Um pouco abaixo da Galáxia do Bode, a uma distância de 12 milhões de anos-luz está uma galáxia anã irregular com uma magnitude aparente de 16.5 e conhecida como Holmberg IX, e é uma galáxia satélite da galáxia do Bode. A Holmberg IX recebeu esse nome em homenagem a Erik Holmberg que foi o primeiro a descrevê-la. Acredita-se que essa galáxia tenha se formado nos últimos 200 milhões de anos, fazendo dela a galáxia mais nova perto da Terra. Embora a Galáxia do Charuto, com uma magnitude aparente de 8.41, seja mais apagada do que a Bode, ela é cinco vezes mais brilhante que a Via Láctea e uma centena de vezes mais brilhante que o centro da nossa galáxia. A classificação da M82 como galáxia de explosão de estrelas, significa que ela está atravessando uma fase com alta taxa de formação de estrelas, tanta que em 2005, o Telescópio Espacial Hubble revelou 197 jovens aglomerados massivos em seu núcleo de explosão de estrelas. A M82 foi descoberta junto com a M81 em 31 de Dezembro de 1774 por Johann Elert Bode. Pierre Mechain as redescobriu como manchas nebulares em Agosto de 1779 e relatou essa redescoberta a Charles Messier que mais tarde, em 9 de Fevereiro de 1781 as incluiu em seu famoso catálogo. Halton Arp, incluiu a M82 em seu Catálogo de Galáxias Peculiares como sendo a de No. 337.

A foto acima foi feita com o seguinte equipamento e de acordo com os seguintes dados técnicos:

Telescópio: Stellarvue Raptor SVR105 @ f/7
Accessórios: Stellarvue SFF7-21 flattener; Dew control by Dew Buster; Alnitak Flat-Man
Montagem: Takahashi EM-200 Temma2
Câmera: QSI583wsg CCD @ -25.0C
Guia: Starlight Xpress Lodestar via PHD
Filtros: Astrodon Tru-balance E-Series Generation II LRGB
Exposição: 50 x 6min.(L); 12 x 4min.(R) binned 2×2; 12 x 4min.(G) binned 2×2; 12 x 4min.(B) binned 2×2
Aquisição: ImagesPlus Camera Control v4.3
Processamento: Calibration, DDP in Images Plus v4.5; Registration in Registar
Pós-processamento: ImagesPlus 4.5; Adobe Photoshop CS5
Datas: February 26, March 10, 2012
SQM reading (begin – end): N1:18.90 -19.19; N2:18.89 – 18.43
Temperatura (begin – end): N1:51.4ºF – 41.2ºF; N2:51.1ºF – 39.7ºF
Lua: N1: Waxing Crescent – 23%; N2:Waning Gibbous – 90%
Local: Hendersonville, TN, USA

Fonte:

www.astronomy.com

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .