fbpx
25 de fevereiro de 2024

Galáxias Unidas Por Uma Corrente

As galáxias NGC 5216 (acima) e a NGC 5218 realmente parecer estar conectadas por uma corrente. Claro, essa corrente é um rastro cósmico de gás, poeira e estrelas que possui aproximadamente 22000 anos-luz de comprimento. Também conhecido como sistema de Keenan (pela descoberta) e Arp 104, o interessante par de galáxias está localizado a 17 milhões de anos-luz de distância da Terra na constelação da Ursa Maior. O rastro de partículas que as une, com a extensão em forma de vírgula da NGC 5218 e com os braços distorcidos da NGC 5216, é uma consequência da força de gravidade mútua. A força de gravidade destrói a medida que elas se aproximam uma da outra durante o baile que executam no céu. Separados por bilhões de anos, os encontros entre galáxias resultam numa fusão formando como resultado uma única galáxia. Esses espetaculares encontros são atualmente entendidos como sendo parte normal do processo de evolução das galáxias, e pode acontecer até mesmo com a nossa via Láctea.


Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap100702.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo