Fulguritas

Fulguritas podem ser produzidas quando um raio da nuvem para a superfície penetra o solo, na maior parte das vezes um solo arenoso. Dentro de um segundo ou dois, o intenso calor do raio vaporiza e/ou derrete qualquer partícula em sua passagem. Os grão de areia que foram derretidos resfriam rapidamente formando uma substância quartzosa que age como cimento para adicionar mais partículas. A forma de uma fulgurita lembra a de um sistema de raiz de uma árvore – isso ocorre pois no subsolo o raio encontra diversos caminhos com a finalidade de dissipar sua energia. Para que ocorra a formação da fulgurita é necessário uma temperatura superior a  1800 graus Celsius.

Esse exemplar foi encontrado próximo a Queen Crreck no Arizona. Ele tem aproximadamente 35.56 cm de comprimento e a parte mais espessa tem aproximadamente 5 cm de diâmetro. O lado direito dessa fulgurita estava exposto ao solo, e a parte esquerda estava enterrada no solo. Ao se arar a terra para uma plantação foi possível então expor e descobrir essa delicada estrutura em forma de raiz. Essa foto foi feita em 4 de Maio de 2005.

Fonte:

http://epod.usra.edu/blog/2010/10/fulgurite.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.