fbpx
29 de fevereiro de 2024

ESTUDO DETALHADO DO COMETA INTERESTELAR 2I/BORISOV | SPACE TODAY TV EP2115

VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY E GANHE O KIT DO ALUNO ATÉ DIA 10 DE FEVEREIRO

<a href=”http://academyspace.com.br/bigbang” target=”_blank” rel=”nofollow”>http://academyspace.com.br/bigbang

—————————————————–

ASSISTA O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ywmXvsHBBp4

——————————————————————–

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Estão com saudade do Borisov?

Então esse vídeo vai ajudar a matar um pouco essa saudade.

Faz tempo que não falamos dele, o nosso segundo visitante interestelar.

Para lembrar, em 2017, os astrônomos descobriram o 1I/Oumuamua, considerado o primeiro objeto interestelar descoberto.

Dois anos depois, em Agosto de 2019, um astrônomo amador descobriu o segundo, chamado de 2I/Borisov.

Embora os dois sejam objetos interestelares, eles são bem diferentes.

O Borisov não apresenta a forma alongada do Oumuamua, e o o Oumuamua, não apresenta a atividade encontrada no Borisov, atividade essa que o caracteriza como um objeto comentário e dá a ele o título de primeiro cometa interestelar descoberto pelos astrônomos.

Quando o Borisov passou pelo seu periélio, os astrônomos apontaram para ele o Hubble, e fizeram as análises mais detalhadas até agora desse nosso visitante.

Aqui vai um resumo do que aprendemos com esses novos dados.

Usando o brilho superficial, a taxa de aceleração e a produção de gás, os astrônomos conseguiram calcular o tamanho do núcleo do cometa.

Ele é bem menor do que se imaginava anteriormente, ele tem um núcleo entre 200 e 500 metros de diâmetro, bem diferente dos 2 a 16 km de antes.

Os astrônomos conseguiram também calcular a densidade do cometa, 25 kg/mˆ3, muito menor que a densidade da Terra que é de 5500 kg/mˆ3, mas muito maior que a do Oumuamua que é de 0.01 kg/mˆ3.

Com essas características o cometa Borisov pode girar, pelo torque gerado pelos gases expelidos pelo cometa de forma assimétrica, essa rotação do cometa pode mudar muito e pode aé mesmo fazer o cometa se partir totalmente.

Ainda tem muita coisa que precisamos saber sobre o Borisov, e os astrônomos continuarão observando o cometa para aprender cada vez mais com ele.

Fonte:

https://aasnova.org/2020/02/05/a-detailed-view-of-our-second-interstellar-visitor/

https://arxiv.org/pdf/1912.05422.pdf

#Borisov #InterstellarComet #SpaceToday

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo