ESTRANHA CLASSE DE OBJETOS ORBITA O BURACO NEGRO DA VIA LÁCTEA | SPACE TODAY TV EP2091

ASSISTAM O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ocw-R7tHsdU&t=329s

————————————————————————————————————

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

————————————————————————————————————

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

————————————————————————————————————

ESCUTE O PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS – EPISÓDIO DE HOJE – BETELGEUSE

https://soundcloud.com/user-956768544/horizonte-de-eventos-episodio-7-betelgeuse-vai-explodir

————————————————————————————————————

VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY:

http://academyspace.com.br/bigbang

————————————————————————————————————

O centro da nossa galáxia é realmente um lugar muito tumultuado.

Dominado pelo nosso buraco negro supermassivo central, o Sagittarius A*, o centro da Via Láctea possui uma série de outros objetos talvez até mais estranhos e exóticos que o buraco negro.

Em 2005, um grupo de astrônomos descobriu um objeto que chamou muito a atenção de todos.

Ele foi denominado de G1, um objeto que parecia uma nuvem de gás mas tinha um comportamento de uma estrela.

Para deixar as coisas ainda mais bizarras, em 2012, outro objeto estranho foi descoberto no centro da Via Láctea, e foi denominado de G2.

Em 2014, o G2 fez a sua maior aproximação com o buraco negro, e os astrônomos ao estudarem o objeto entenderam que ele provavelmente é, na verdade um sistema de duas estrelas.

Quando passou perto do Sagittarius A8, o G2 apresentou um comportamento bem estranho, ele ficou alongado, e perdeu parte do seu casulo de gás e poeira, e depois voltou a ficar compacto novamente.

O interessante é que quando o material é arrancado desses objetos e cai na direção do buraco negro, um certo tipo de radiação é produzida antes do material desaparecer e isso é excelente para os astrônomos que querem estudar as imediações do buraco negro.

Mas o que são os objetos G1 e G2, pertencem a uma nova classe de objeto, ou o que seria?

Só tem um jeito de tentar entender, tentando observar mais objetos desse tipo.

E não é que os pesquisadores encontraram.

Os astrônomos descobriram mais 4 objetos, o G3, G4, G5 e o G6.

Foi possível determinar a órbita dos objetos, enquanto o G1 e o G2 possuem órbitas similares, os demais objetos possuem órbitas bem diferentes.

Os astrônomos acreditam que os 6 objetos sejam estrelas binárias.

E que essas estrelas estão em processo de fusão, que leva muito tempo.

O que ajuda nessa explicação é o fato de que quando passam perto do buraco negro, é que o gás externo é esticado de forma dramática, já a poeira não, ela fica ali grudada no objeto indicando que existe algum tipo de objeto estelar, pelo menos é o que acontece com o G2.

A aproximação do G2 em 2014 pode ter liberado gás que está sendo então engolido pelo buraco negro, por isso, em 2019, o buraco negro da Via Láctea parecia estar se alimentando.

O processo de fusão de estrelas pode ser o responsável por estar liberando o gás e alimentando o buraco negro.

Todos esses objetos são importantes, pois, em 2019 também, os astrônomos puderam comprovar previsões importantes da Teoria Geral da Relatividade de Albert Einstein, quando o G2 passou ali perto.

Os astrônomos agora possuem uma pequena população dos chamados objetos Gs, mas eles querem observar mais.

Só com uma grande quantidade de dados é que será possível entender o que são esses objetos, e com isso estudar não só a evolução das estrelas, mais também a evolução do próprio buraco negro da Via Láctea.

Além disso, tudo isso poderá posteriormente ser aplicado a outras galáxias.

Fontes:

https://phys.org/news/2020-01-astronomers-class-strange-galaxy-enormous.html

https://www.nature.com/articles/s41586-019-1883-y.pdf

#StrangeObjects #BlackHole #SpaceToday

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.