Escadarias Dentro De Cratera Indicam Erosão Por Vento E Água Em Marte

Essa imagem mostra camadas de rochas sedimentares que preenchem uma cratera de impacto na região de Meridiani Planum em Marte.

Essas camadas de rochas podem ter se formado através da acumulação de sedimentos, areia e poeira, que foram transportados para essa cratera pelo vento ou pelo fluxo de água. Esses sedimentos formaram um extenso depósito que uma vez chegou a cobrir o assoalho da cratera de impacto ao redor.

Essa cratera é tão grande que a imagem da camera HiRISE está totalmente dentro dela, e o anel da cratera não é visível. Essas rochas sedimentares foram então erodidas, provavelmente pelo vento. A areia e a poeira foram depositadas originalmente em camadas distintas dentro da crateras, essas camadas agora criaram os mounds que apresentam uma aparência característica como se fossem escadas, e eles são tudo que restou desse extenso depósito.

Fonte:

https://www.uahirise.org/hipod/PSP_008930_1880

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo