Embasamento Soerguido no Pico Central de Uma Cratera de Impacto em Marte

Grandes crateras de impacto expõem rochas profundas do embasamento. Após a formação das cavidades transientes, o interior da cratera é reboteado e cria um soerguimento estrutural permanente que normalmente equivale a 10 por cento do diâmetro da cratera.

Uma cratera com aproximadamente 70 quilômetros de largura como essa pode levantar e expor rochas do embasamento que eram aproximadamente 7 quilômetros mais baixas em elevação antes do impacto. Rochas mais profundas são normalmente mais velhas e em Marte as rochas mais velhas são interessantes pois elas são podem possivelmente terem sido alteradas pela água fornecendo pistas sobre os antigos ambientes e processos que dominavam o planeta vermelho.

Essa imagem revela uma bela exposição de rochas do embasamento marciano com diversos tipos de rochas indicadas pelas diferentes cores e texturas.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_020929_1360

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo