EINSTEIN CERTO MAIS UMA VEZ | SPACE TODAY TV EP2170

ENTRE NO GRUPO VIP DO SPACE TODAY PARA VOCÊ TER ACESSO A PROMOÇÃO ESPACIAL E ESPECIAL DE QUARENTENA, ESTOU ESPERANDO VOCÊ!!!

https://spacetoday.com.br/grupovip

—————————————————–

Hendrik Lorentz, um físico holandês, muito importante em muitas áreas da física, principalmente na relatividade, criou um conceito, chamado de invariância de Lorentz.

Esse é um conceito bem simples, ele diz que as leis da física são as mesmas em todo o universo, não importa onde o observador esteja e nem com que rapidez estejam se movendo.

Esse conceito está no coração da Teoria da Relatividade Especial de Einstein, que prevê entre outras coisas que a velocidade da luz no vácuo é uma constante e vale 299791 km/s, independente da situação.

Em todas as medidas feitas até hoje, isso pôde ser verificado, até mesmo nos níveis mais altos de energia na Terra, encontrados nos aceleradores de partículas.

Mas será que no universo isso é verdade, será que com fenômenos de extrema energia, a velocidade da luz se mantém constante?

É chegada a hora então de mais uma vez submeter a relatividade a um rigoroso teste.

Para testar isso, um grupo de pesquisadores usou o chamado High Altitude Water Cherenkov Observatory, ou HAWC.

Um sistema constituído de 300 tanques de água construído no flanco de um vulcão no México.

Detectores super sensíveis no interior desses tanques medem as cascatas de partículas geradas quando a alta energia de raios-gamma colide com moléculas na atmosfera da Terra.

Assim, os pesquisadores detectaram fótons com energia acima dos 100 teraelectronvolts, ou seja, 1 trilhão de vezes mais energia que a luz visível.

Esses fótons vieram de 4 fontes astrofísicas distintas.

E mesmo com toda essa energia não superaram a velocidade da luz, se eles se movessem mais rápido, eles teriam decaído em partículas de mais baixa energia e nunca teriam atingido o tanque.

Os modelos de gravidade quântica dizem que o comportamento da relatividade será quebrado nas altas energias, mas o experimento com o HAWC, mostrou que não, mesmo nessas energias extremas a relatividade continua funcionando firme e forte.

Como a turma não para de testar a relatividade, novas observações continuarão sendo feitas.

E outros observatórios parecidos com o HAWC devem entrar nessas pesquisas também.

Mais uma vez, Albert Einstein estava certo!!!

Fontes:

https://www.space.com/einstein-theory-of-special-relativity-survives-speed-of-light-test.html

https://arxiv.org/pdf/1911.08070.pdf

#EINSTEIN #LORENTZINVARIANCE #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.