fbpx

Direto do Observatório Lunar Vaz Tolentino: A Cobertura Completa da Ocultação de Marte pela Lua

A ocultação de MARTE pela Lua em 19 de setembro de 2012.

(créditos: Tolentino.)

Cobertura fotográfica da ocultação do planeta Marte pela Lua em 19/09/2012.

Foto: Sequência da etapa de reaparecimento de Marte. Fotos executadas com o Refrator Orion EON 120mm.

Ocultação é o fenômeno de desaparecimento temporário de um astro devido à passagem de outro, com maior diâmetro aparente, à sua frente. 

A equipe do Vaz Tolentino observatório Lunar saiu deixou Belo Horizonte e executou uma operação de campo para observar, cronometrar e fotografar a ocultação de Marte pela Lua. Para a região da grande Belo Horizonte, o belo fenômeno astronômico estava previsto de iniciar com o desaparecimento de Marte por volta das 18:29:39 Local Time(21:29:39 Universal Time) e previsão para iniciar com o reaparecimento de Marte por volta das 19:34:32 Local Time(22:34:32 Universal Time).

Chegamos ao local escolhido (região rural de Nova Lima / MG, próximo ao condomínio Vale do Sol) por volta das 17:20Local Time, para a cobertura completa da ocultação. Montamos e testarmos todos equipamentos com calma.

Foto: Os equipamentos montados para a cobertura do fenômeno de ocultação de Marte.

O local escolhido tinha livre visão do lado oeste do ceu, região onde ocorreria o fenômeno.

As coordenadas geodésicas do local dos trabalhos são as seguintes:

Latitude: S 20o 05′ 04,6″ , Longitude: W 043o 57′ 42,0″ , Altitude: 1402m.

Foto: Imagem de satélite (Google Earth) mostrando o local do acompanhamento da ocultação de Marte.

Os equipamentos utilizados na operação de campo foram os seguintes:

– Telescópio Orion EON 120mm ED APO (f/7,5), com miras Red Dot e Green Laser e montagem AZ4;

– Telescópio Orion EON 80mm ED APO (f/6,25) com miras Red Dot e Green Laser e montagem Vixen Porta II;

– Câmera Orion StarShoot Solar System Color Imager III;

– Binóculos Octans 8X56;

– LapTop DELL;

– Celestron Power Tank 12v 17A;

– GPS Garmin Map 60 CSx;

– Cronômetro;

– Bússola Suunto;

– Lanternas.

Foto: Os dois telescóipos Orion EON APO utilizados no acompanhamento e registro do fenômeno de ocultação de Marte.

Foto: Outra visão dos telescópios apocromáticos utilizados nos trabalhos de campo.

Na etapa do desaparecimento a temperatura ambiente era de 25oC. A Lua estava com altitude de 40,7o , magnitude -8.4 e fase de 18.8%. Na etapa de reaparecimento a temperatura ambiente era de 24oC. A Lua estava com altitude de 26,1o , magnitude -8.5 e fase de 19.2%.

A atmosfera não beneficiou a execução das fotos, pois estava com um aspecto visual “sujo”, por causa do tempo quente e muita poeira no ar.

O desaparecimento de Marte ocorreu no quadrante noroeste lunar (um pouco para o norte do quadrante), que estava escuro. O reaparecimento ocorreu no quadrante nordeste lunar (um pouco para o sul do quadrante), na região do MARE CRISIUM.

Os membros da equipe executaram as seguintes funções:

João Marcos e João França – observação e cronometragem;

Vaz Tolentino – fotografias

Carlos firmino – segurança.

Foto: A equipe de campo – Vaz Tolentino, João França, Carlos Firmino e João Marcos.

Cronometagem do evento (João Marcos e João França):

Abaixo estão os tempos cronometrados do evento, já deduzida a equação pessoal. A equação pessoal é o tempo de reação do observador, ou o tempo que o observador demora para acionar o cronômetro. Foi deduzida antes do evento e equivale a 0,33 segundos (33 décimos de segundo)
Tempos em UT (Universal Time):

Primeiro contato (início da imersão) = 21h29m16,0s
Segundo contato (fim da imersão) = 21h29m22,9s
Terceiro contato (início da emersão) = 22h34m36,4s
Quarto contato (fim da emersão) = 22h34m45,0s

Duração da imersão = 6,9 segundos
Duração da emersão = 8,6 segundos

Foto: Outra visão do local dos trablahos com os equipamentos.

Foto: A Lua e Marte, instantes antes da etapa de desaparecimento de Marte, às 18:28:56 Local Time. Foto executada com o Refrator Orion EON 80mm.

Foto: Sequência na etapa de desaparecimento de Marte no processo de ocultação. Fotos executadas com o Refrator Orion EON 80mm.

Foto: A sequência da etapa de reaparecimento de Marte. Fotos executadas com o Refrator Orion EON 120mm (Lua “baixa” e atmosfera “suja”).

Foto: Marte e Lua logo após à etapa de reaparecimento, às 19:35:36 Local time. Foto executada com o Refrator Orion EON 120mm (Lua “baixa” e atmosfera “suja”).

Foto: Sequência da etapa de reaparecimento de Marte. Fotos executadas com o refrator Orion EON 120mm.

Foto: O Prof. Vaz Tolentino e os Refratores Apocromáticos utilizados na cobertura do belo fenômeno astronômico de ocultação de Marte pela Lua.

Não deixem de visitar na internet o site oficial do Observatório Lunar Vaz Tolentino, onde é possível encontrar centenas de imagens da Lua além de muitas informações sobre astronomia e ciência em geral. Visitem o remodelado site do VTOL: www.vaztolentino.com.br

Fonte:

http://www.vaztolentino.com.br/imagens/6253-A-ocultacao-de-MARTE-pela-Lua-em-19-de-setembro-de-2012#photo_description

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .