Descoberta Galáxia Gigante ao redor do Buraco Negro Mais Distante Conhecido Até Hoje

Astrônomos da Universidade do Havaí descobriram uma galáxia gigante ao redor do buraco negro mais distante já encontrado. A galáxia, que está localizada 12.8 bilhões de anos-luz da Terra é bem maior que a Via Láctea e abriga um buraco negro supermassivo que possui no mínimo 1 bilhão de vezes mais massa que o nosso Sol.

Os astrônomos falaram, “É surpreendente que uma galáxia gigante pudesse existir quando o Universo tinha somente um sexto da idade atual, e que, além disso, abrigasse um buraco negro um bilhão de vezes mais massivo que o sol. A galáxia e o buraco negro precisaram se formar rapidamente em um Universo em sua fase inicial”.

O conhecimento de galáxias que abrigam buracos negros supermassivos é importante para entender o grande mistério de como galáxias e buracos negros se desenvolveram juntos. Até agora, o estudo de galáxias hospedeiras no universo distante têm sido extremamente difícil devido ao brilho emitido pelas vizinhanças do buraco negro que encobre a galáxia tornando-se praticamente impossível observar a luz apagada proveniente dela.

Diferente de pequenos buracos negros, que se formam quando grandes estrelas morrem a origem dos buracos negros supermassivos ainda é um problema sem solução. O modelo atual mostra que só é possível a formação desses buracos negros gigantes com a fusão de buracos negros de tamanho intermediário. A galáxia hospedeira descoberta nesse trabalho pode fornecer um reservatório de buracos negros intermediários. Após a formação, os buracos negros supermassivos continuam a crescer pelo fato da sua gravidade atrair  a matéria de sua vizinhança. A energia despendida nesse processo causa o brilho intenso que é observado próximo a esses buracos negros.

Para observar o buraco negro supermassivo, a equipe de cientistas utilizou as novas câmeras CCDs sensíveis ao vermelho instaladas no Telescópio Subaru no monte Mauna Kea. Com a sensibilidade melhorada devido ao novo artefato, o telescópio pôde ter como primeiro resultado uma grande descoberta.

Uma cuidadosa análise das cores revelou que 40% da luz ao redor dos 9100 Å é emitida da galáxia hospedeira  e que 60% é emitida pela nebulosa ionizada e iluminada pelo buraco negro. Os cientistas estão empolgados, pois com isso eles estão sendo testemunha de buraco negro supermassivo e de sua galáxia hospedeira que se formaram na mesma época, essa descoberta irá abrir uma nova janela para a investigação da co-evolução entre buraco negro e galáxia que ocorreu no início do universo.

Essa é uma imagem com cores falsas do objeto QSO (CFHQSJ2329-0301) o mais distante buraco negro já conhecido. Além do brilho do buraco negro central (branco) a imagem mostra também a galáxia hospedeira ao redor (vermelho).

(Fontes: http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2009/12/huge-galaxy-surrounding-the-most-distant-black-hole-ever-discovered-a-holiday-classic-.html e http://www.eurekalert.org/pub_releases/2009-09/uoha-uoh090209.php)

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.