Crateras Gêmeas e Unidas em Marte

A imagem acima mostra um detalhe de uma marcante cratera dupla com um anel compartilhado e depósitos de material ejetado com tendências norte-sul, que é mostrado abaixo. Essas duas crateras devem ter se formado de forma simultânea.

O bólido pode ter sido constituído de dois objetos de mesma massa que estavam conectados de maneira leve, talvez, um corpo similar ao cometa 103P/Hartley 2, que a sonda Deep Impact, cumprindo a missão EPOXI fotografou de perto em 4 de Novembro de 2010, para lembrar, uma imagem dele está abaixo.

Muitos mais asteroides do que cometas se chocam com Marte, mas os asteroides também vem em forma dupla, como o asteroide Itokawa explorado pela missão japonesa Huyabusa. O bólido deve ter se separado em dois pedações distintos antes do impacto de modo que é possível reconhecer duas crateras nesse local.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_020894_1395

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.