fbpx
22 de fevereiro de 2024

Cratera Copérnico

Há 800 milhões de anos atrás um asteróide se chocou com a porção leste do Oceanus Procellarum, ou ” Oceano das Temepstades”. Com isso a cratera brilhante e raiada chamada de Copérnico foi formada: essa cratera é tão importante que atualmente é considerada como sendo representativa de muitas crateras lunares criadas durante o período chamado de Coperniquiano na Lua.

A Cratera Copérnico possui 93 km de diâmetro. Os dados da sonda LOLA revelaram que essa cratera possui as bordas se elevando quase a 300 metros acima da média de elevacão da Lua, enquanto que na parte interna o ponto mais baixo encontra-se a -1700 metros. Os pontos azuis localizados dentro do interior da cratera predominantemente roxo revela que a cratera possui três picos centrais.

Os espaçamento entre as linhas de vôo devido a órbita da LRO é maior no equador lunar do que nos pólos. Esse espaçamento maior leva a uma maior interpolação dos dados e com isso uma resolução menor nas imagens obtidas pelo LOLA, isso é o que acontece com a Cratera Copérnico que está localizada próximo ao equador lunar.

Fonte:

http://lunar.gsfc.nasa.gov/lola/index.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo