fbpx
22 de fevereiro de 2024

A Cratera Berkel em Mercúrio – Colorida e Em Preto e Branco


A imagem acima mostra duas visões da cratera Berkel em Mercúrio. A imagem da esquerda é uma imagem monocromática obtida quando o Sol estava mais baixo no horizonte do que quando a imagem colorida da direita foi adquirida. Como resultado, a imagem da esquerda ressalta a topografia da superfície, devido a forte presença de sombras, e a imagem da direita é dominada por diferenças inerentes à refletância e as cores. O impacto que formou a cratera Berkel escavou material escuro na subsuperfície e depositou ao redor do anel da cratera. A presença desse material de baixa refletância faz com que o interior da cratera apareça preto na imagem colorida.

A imagem da esquerda é parte do mapa base de alta resolução da superfície de Mercúrio do MDIS. O mapa base de morfologia da superfície cobre mais de 90% da superfície de Mercúrio com uma resolução média de 250 metros por pixel. Imagens adquiridas para o mapa base de morfologia da superfície normalmente são feitas com o Sol fora da vertical, ou seja, ângulos de alta incidência, e as sombras visíveis revelam claramente a forma topográfica das feições geológicas.

A imagem da direita é parte do mapa base colorido do MDIS. O mapa base colorido é composto por imagens feitas com a câmera de grande angular da sonda MESSENGER através de oito diferentes filtros de banda curta coloridos e cobrem mais de 90% da superfície de Mercúrio com uma média de resolução de 1 quilômetro por pixel. As imagens coloridas de mais alta qualidade são obtidas para a superfície de Mercúrio quando tanto a sonda como o Sol estão incidindo em 90 graus com relação à superfície de Mercúrio, então as imagens são normalmente feitas em condições de baixo ângulo de incidência e emissão. A representação de cores nas imagens é uma combinação de filtros, nesse caso a combinação dos filtros de 750 nm, 560 nm e 480 nm que foram coloridos de vermelho, verde e azul respectivamente.

Fonte:

http://messenger.jhuapl.edu/gallery/sciencePhotos/image.php?page=1&gallery_id=2&image_id=744


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo