fbpx
25 de fevereiro de 2024

NGC 4449: A Corrente de Estrelas de Uma Galáxia Anã


Localizada a “apenas” 12.5 milhões de anos-luz de distância da Terra, a galáxia irregular anã, conhecida como NGC 4449 situa-se dentro da constelação de Canes Venatici, os Cães de Caça. Com um tamanho aproximadamente semelhante ao da galáxia satélite da Via Láctea, a Grande Nuvem de Magalhães, a NGC 4449 está passando por um intenso processo de formação de estrelas, processo esse que é evidenciado pelos jovens aglomerados de estrelas azuis, pelas regiões rosadas de formação de estrelas e pelas nuvens de poeira obscuras que aparecem na imagem acima com clareza. Essa galáxia também tem a distinta característica de ser a primeira galáxia anã com uma corrente de estrelas de marés identificado, como pode ser visto de maneira apagada na parte inferior direita da imagem. A imagem abaixo mostra em detalhe essa corrente de estrelas que pode ser notado possuir estrelas gigantes vermelhas. A corrente de estrelas na verdade representa a parte remanescente de uma galáxia satélite ainda menor, corrompida pela força gravitacional e destinada a se fundir com a NGC 4449. Com uma quantidade relativamente pequena de estrelas acredita-se que as galáxias menores possuam extensos halos de matéria escura. Mas como a matéria escura interage gravitacionalmente, essas observações oferecem a chance de examinar o significante papel da matéria escura nos eventos de fusão de galáxias. A interação provavelmente é responsável  pela explosão de novas estrelas na NGC 4449 e oferece uma tentadora ideia sobre como galáxias pequenas são montadas durante o tempo.

Dwarfs gobbling dwarfs

View more documents from Sergio Sancevero

wr

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap120126.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo