Cientistas Indianos Detectam Sinais de Vida na Lua

Os cientistas da Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO) estão à beira de uma descoberta impressionante. Eles encontraram sinais de alguma forma de vida na Lua.

Eles têm essa crença pelo fato dos instrumentos científicos a bordo do primeiro satélite indiano lunar Chandrayaan-1 terem detectado assinaturas químicas provenientes de material orgânico em partes da superfície da Lua. Material orgânico é composto por compostos orgânicos que tem o carbono o seu principal representante, além de ser o carbono um dos pilares para a existência da vida. O achado de material orgânico pode indicar a formação de uma vida ou a extinção de uma vida.

Pal disse que as assinaturas foram recebidas em Bylalu uma estação de trabalho próxima a Bangalore, a partir do espectrômetro de massa a bordo da sonda indiana, que impactou com a Lua em 14 de novembro de 2008. A recuperação dos dados se deu momentos antes do impacto da sonda com o pólo sul lunar. Pal, contudo, não elaborou muito o anuncio, concluindo que “os achados precisam ser analisados e validados tanto pelos cientistas do ISRO como por outros cientistas”. “Ainda é muito cedo para tirarmos conclusões”, disse o diretor do ISRO R. Sridharan, porém ele não negou a descoberta.

“Certos números atômicos foram observados, o que indica a presença de componentes de carbono, e isso conseqüentemente indica a presença de matéria orgânica na Lua”, disse ele. O interessante é que observações parecidas foram feitas pela missão Apollo 11 da NASA, a primeira tripulação a pousar na Lua em 1969, e que trouxe algumas amostras do solo lunar para ser analisado na Terra. Mas devido à falta de tecnologia na época, os cientistas nunca confirmaram o achado. Contudo, traços de amino ácidos, que são a base para a vida, foram encontrados nas amostras de solo trazidas para a Terra.

Os pesquisadores do Chandrayaan-1 estão analisando a fonte da origem da matéria orgânica da Lua. “Poderiam ser cometas, ou meteoros responsáveis por depositar essa matéria na superfície da Lua; ou o instrumento que pousou na Lua poderia ter deixado esses traços também”, disse um cientista espacial. “Mas a presença de grandes camadas de gelo na região polar da Lua e a descoberta de moléculas de água, mostram que pode haver a possibilidade de existir matéria orgânica na Lua”, disse ele.

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.