China Pretende Lançar Um Telescópio Espacial Parecido Com o Hubble

A China pode lançar o primeiro módulo da sua própria estação espacial ainda nesse mês de abril de 2021, e o país também se prepara para lançar um grande telescópio espacial para se juntar em órbita com a estação nos próximos anos.

O Chinese Space Station Telescope, ou CSST, está programado para ser lançado em 2024 e irá operar como um observatório espacial óptico para os cientistas chineses. Ele será um telescópio comparável ao Hubble em tamanho com um espelho de 2 metros de diâmetro, mas com um campo de visão 300 vezes maior e com a mesma resolução.

Esse campo de visão bem mais amplo, irá permitir que o telescópio observe cerca de 40% do céu, em 10 anos, usando uma câmera imensa com 2.5 bilhões de pixels. O telescópio irá coorbitar a Terra junto com a estação espacial, e então isso permitirá que periodicamente ele possa se acoplar com a estação para ser atualizado e ter possíveis problemas resolvidos. Mas ele ser um módulo óptico que poderá voar de forma independente para que se tenha uma maior eficiência na pesquisa espacial.

O fato dele estar numa órbita comum com a estação ajuda no processo de atualização do telescópio em órbita e na sua manutenção.

Essa pode ser uma grande vantagem e uma diferença marcante entre o CSST e o Hubble. O Hubble precisava de missões de serviço para ser atualizado e arrumado, missões essas que eram extremamente caras e que dependiam exclusivamente dos ônibus espaciais, sem eles, atualmente é impossível arrumar o Hubble na órbita da Terra.

Enquanto isso, em Terra, quatro centros de pesquisa de astronomia estão sendo construídos na China para trabalhar com os dados adquiridos pelo telescópio espacial.

O CSST irá realizar observações no ultravioleta próximo e na luz visível. Entre alguns de seus objetivos cosmológicos e astronômicos podemos citar, investigar as propriedades da matéria escura e da energia escura, a estrutura em grande escala do universo, a formação e evolução de galáxias, entre outras coisas.

O CSST também fará observações e contribuições marcantes para os estudos dos Objetos Transnetunianos, os TNOs e dos NEOs, os asteroides próximos da Terra. Será que o CSST irá descobrir o Planeta 9?

Além disso, como preparativo para a nova estação espacial chinesa, os astronautas estão passando atualmente por um intenso treinamento, visando as primeiras missões tripuladas que irão começar a construir a futura estação.

A China está preparando 11 lançamentos entre 2021 e 2022, incluindo 4 missões tripuladas, para a fase de construção do projeto. O módulo central da estação, chamada de Tianhe, que significa Harmonia dos Céus, deve ser lançado em 29 de abril de 2021, direto de Wenchang, a bordo de um foguete Long March 5.

Fonte:

https://www.space.com/china-hubble-class-telescope-for-space-station

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.