fbpx

Câmera HiRISE Fotografa Cavidade em Cratera de Marte

No começo de 2011, a equipe que trabalha com a câmera CTX observou em Marte uma cratera contendo uma mancha preta nos taludes empoeirados do vulcão Pavonis Mons. A câmera HiRISE fez então uma imagem detalhada dessa feição e descobriu ali essa feição geológica nada comum.

A mancha escura é na verdade uma abertura para uma caverna subterrânea com 35 metros de diâmetro. Cavernas normalmente se formam em regiões vulcânicas como essa quando o fluxo de lava se solidifica no topo, mas o fluxo continua abaixo da crosta sólida. Esses rios submersos de lava podem então serem drenados deixando no lugar o tubo por onde eles fluíram vazio. Nós podemos usar a sombra projetada no interior da cavidade para calcular a profundidade, que nesse caso é de 20 metros.

A origem dos maiores buracos ainda é obscura. Você pode ver áreas onde o material nas paredes escorrega para dentro da cavidade. Agora fica a pergunta, quanto material desapareceu através da cavidade dentro da caverna subterrânea?

No final de 2011, a HiRISE irá adquirir uma segunda imagem da região, o que proporcionará a criação de um par estereográfico. Observando essa feição por meio de um par estereográfico nos ajudará a revelar os mistérios dessa formação.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_023531_1840

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .