fbpx
23 de fevereiro de 2024

A Busca Incansável Por Canais na Lua

Canais que cruzam de leste para oeste normalmente não são muito visíveis pois não existem sombras geradas que preencham o seu interior. De acordo com o astrônomo Mike, autor da foto acima, existe um debate aberto em alguns fóruns sobre o que se deve fazer para poder observar o elusivo Canal Sheespshank. Bem, o telescópio de 18” de Mike fez um bom trabalho assim como o telescópio de 10”polegadas de Paolo Lazzarotti, na imagem mostrada abaixo. O canal corre através de uma lava mais velha, isso pode ser constatado ao se comparar com o mar mais jovem e suave na metade sul da imagem. Qualquer que tenha sido a força usada para formar o Canal de Sheepshank e os canais menores próximos, também mostrados abaixo, aparentemente ela não operou quando as lavas novas foram depositadas pois nenhum canal é observado cortando essas lavas.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/February+4%2C+2012

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo