BURACOS NEGROS ESTUPIDAMENTE GRANDES – SPACE TODAY TV EP 2411

LINK PARA COMPRAR AS MINIATURAS NA LOJA:

https://www.spacetodaystore.com/produtos/kit-1-crew-falcon-3-camisetas-2-canecas-1-poster/?variant=272646477

COMECE O ANO DE 2021 APRENDENDO ASTRONOMIA NA ACADEMY SPACE:

target=”_blank” rel=”nofollow”>https://academyspace.com.br/bigbang/

ESCUTE A MAIS NOVA EDIÇÃO DO PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS COM A HISTÓRIA SOBRE A ÁGUA NA LUA:

https://open.spotify.com/episode/5rUrdVauR3pGHjZE9Q3RvE?si=hTte5IDcQ8issVzcyN-jkA

COMUNIDADE SPACE TODAY NO HOTMART SPARKLE:

https://sparkle.hotmart.com/t/spacetoday/comunidade-sergio-1583955719045

Os buracos negros no universo podem ser classificados de acordo com a sua massa.

Então temos, buracos negros de massa estelar que possuem dezenas de vezes a massa do Sol, temos os buracos negros de massa intermediária (confirmado recentemente via ondas gravitacionais, aliás, esses dois tipos, que tem massa na casa de centenas a milhares de vezes a massa do sol), e os buracos negros supermassivo, que possuem massa de milhões e até bilhões de vezes a massa do Sol.

Esses três tipos já temos a confirmação hoje, os de massa estelar e intermediário por meio de ondas gravitacionais e os supermassivos temos até a foto do da M87.

Levando em consideração o processo de formação dos buracos negros supermassivos, que vão crescendo engolindo material da sua galáxia e se fundindo com outros buracos negros, pode-se considerar que exista um limite superior para o tamanho de tais objetos.

Porém, um novo estudo está mostrando que os buracos negros supermassivos podem se formar de outras maneiras, e assim, não teríamos um limite.

Sem um limite poderia existir o que está sendo chamado atualmente de buracos negros estupidamente grandes.

Os pesquisadores sugerem que os buracos negros sejam primordiais.

Buracos negros primordiais são buracos negros que não se formam pelo colapso de estrelas, mas sim pelo colapso direto de grandes nuvens de poeira e gás.

Isso faz com que esses buracos negros podem ter se formado bem no início do universo antes das próprias galáxias, quando existiam grandes nuvens de poeira e gás por aí, que acabavam colapsando e formando os buracos negros.

Assim, não se tem um limite de massa para os buracos negros, pois eles não dependem de objetos prévios, teriam a libertadade de crescer do tamanho que fosse.

E assim surgiram os buracos negros estupidamente grandes.

Os astrônomos ainda não encontraram evidências desse tipo de buraco negro, mas pelo menos eles têm uma ideia de como ele pode ter se formado.

E isso tem uma implicação muito grande e interessante.

Existe uma ideia de que os buracos negros primoridais sejam os candidatos à tão famosa matéria escura.

Isso vem lá da década de 1970, quando Carr e Hawking sugeriram que nos primeiros instantes do universo flutuações na densidades da matéria poderia ter levado à fomações de regiões que posteriormente colapsaram como buracos negros.

Os buracos negros estupidamente grandes não fornecem matéria escura.

Mas se eles existem e eles se formaram como buracos negros primordiais, ou seja, pelo colpaso de grandes nuvens de gás e poeira.

Isso quer dizer que os buracos negros primoridaisi existiram e a ideia deles serem a origem da matéria escura pode ganhar força.

Na verdde, o estudo e posterior descoberta dos buracos negros estupidamente grandes pode fazer com que possamos ter um entendimento muito maior e muito melhor sobre o que acontecia no universo primordial.

Fonte:

https://phys.org/news/2021-01-scientists-black-holes-stupendously-large.html

https://arxiv.org/pdf/2008.08077.pdf

#BLACKHOLES #BLACKHOLESSTUPENDOUSLYLARGE #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo