fbpx

Bela Imagem Mostra Os Raios da Cratera Anaxagoras na Lua


Na excelente imagem de alta resolução mostrada acima mostra o Mare Frigoris e a região polar norte (topo), pode-se notar muitas feições mas em particular os raios vindos da Anaxagoras cruzando Meton. A imagem retificada foi realçada e assim pôde-se olhar essa região em mais detalhe, na parte inferior direita, e também observar imagens da LRO, na parte inferior esquerda da imagem. Pode-se notar então que um raio, marcado com uma seta, cruzando a Meton parece ser mais turbulenta e entrelaçada na imagem com contraste realçado. A Anaxagoras parece ser mais pentagonal em forma, e é formada a partir de um possível impacto oblíquo. A Meton é uma velha planície preenchida, pode-se assumir que sejam materiais ejetados da Imbrium para o sul. Mas o que causaria o entrelaçamento dos raios? Assumindo que elas sejam somente impactos secundários aleatórios pelo fato de existir uma grande quantidade de cadeias de crateras nas imagens WAC, quando se observa em detalhes. Mas poderiam elas serem influenciadas pela topografia local, à medida que o fluido fluísse pelos vazios nas montanhas? Qualquer que seja a causa, essa bela imagem nos faz pensar sobre os raios observados na Lua e se a dinâmica de fluidos tem um papel importante em sua distribuição do mesmo modo que eles agem em muitas outras facetas da natureza.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/September+23%2C+2011


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .