fbpx

Barrancos E Camadas Em Cratera Marciana

Marte é cheio de feições geológicas muito interessantes, outra dessas feições são os chamados gullies, que podemos traduzir aqui para nós como barrancos. Esses barrancos, normalmente se formam nas latitudes intermediárias do hemisfério sul de Marte. A imagem acima foi feita pela câmera HiRISE da sonda MRO e mostra como esses barrancos podem começar perto do topo de uma longa crista da cratera e então descem pelo talude da cratera passando por uma camada rochosa no caminho. Abaixo da camada, a superfície aparece com uma coloração azul e escura, essa cor foi colocada pelos pesquisadores para realçar na imagem da HiRISE a areia que é facilmente erodida e que reveste a parede da cratera.

A topografia presente nessa imagem também é interessante. Existem duas características principais, uma cratera de impacto e uma longa depressão, que na geologia chamamos de graben e se forma quando o terreno localizado entre duas falhas desce. O lado leste da cratera é cortado por falhas, distorcendo a sua forma circular. No lado norte, a borda da cratera está abaixo do topo da falha do graben. A cratera pode ter caído na depressão à medida que se formou, mas também é possível que a depressão tenha se formado parcialmente antes da cratera e depois continuou se alargando.

Fonte:

https://www.uahirise.org/hipod/ESP_039555_1430

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .