fbpx
26 de fevereiro de 2024

Imagem a Bacia Smythii – A Bacia Mais Jovem Da Lua

O limbo da Lua é fascinante como um tesouro escondido, onde alguns observadores com sorte algumas vezes conseguem descobrir seus mistérios e deparar com grandes surpresas. Uma descoberta verdadeira é rara para sonda robóticas que orbitam a Lua e mapeiam cada metro quadrado do nosso satélite. Mas para a exploração feita com telescópio pode facilmente levar à descoberta de feições que são observadas pela primeira vez. Nessa imagem feita nos primeiros minutos da lunação de pôr-do-Sol, o anel da bacia Smythii no lado escuro da Lua é iluminado e a escarpa do lado visível saó é detectado pela sua sombra. Um pequeno traço do material ejetado pela Smythii é visível por muitas crateras mais jovens mergulhando na superfície fora do anel, demonstrando a idade relativamente avançada da bacia. O interior é claramente pintado com duas tonalidades com lavas escuras na parte mais a direita, em associação com interior fraturado da Kiess e na parte superior esquerda. O último é um dos mares mais jovens da Lua com idade estimada entre 1 e 2 bilhões de anos. A superfície do mar Smythii é impressionante por ser aproximadamente 5 quilômetros mais baixa do que a elevação média do terreno da Lua, sendo que o centro da bacia é 8 quilômetros mais baixo do que a parte mais alta do anel. Essa bacia tem a mesma profundidade da Bacia Orientale.

Fonte:

http://www.lpod.org/?m=20061206

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo