Astrônomos Descobrem Um Novo Tipo de Tempestade em Saturno

Uma equipe internacional de astrônomos descobriu um novo tipo de tempestade em Saturno, uma tempestade que tem um tamanho intermediário. Esse novo tipo de tempestade foi descoberto próximo à região polar norte do planeta no último ano e desde então vem sendo estudada.

Até então, os astrônomos conheciam dois tipos de tempestades em Saturno, uma delas, pequenas tempestades com aproximadamente 2000 quilômetros de extensão e as chamadas Grandes Manchas Brancas, essas gigantescas tempestades, ou sistemas de tempestades com 10 vezes o tamanho das menores e que em alguns casos conseguiam dar a volta completa ao redor de Saturno. As tempestades menores chegavam a durar alguns dias, enquanto que as Grandes Manchas Brancas duravam meses. Agora os astrônomos descobriram um tipo novo de tempestade que tem um tamanho intermediário.

Os pesquisadores relataram que 4 dessas tempestades de tamanho intermediário foram registradas no último ano em Saturno, todas elas com alguns milhares de quilômetros de extensão e todas elas formadas na região polar norte do planeta. Elas se diferem totalmente em duração das outras tempestades, chegando a durar de 1 semana e meia até 7 meses. Pesquisas anteriores mostraram que as tempestades em Saturno iniciavam em nuvens mais inferiores, abaixo da cobertura superior de nuvem do planeta.

Para tentar aprender mais sobre essas quatro tempestades de tamanho intermediário, os pesquisadores estudam dados de imagens de fontes variadas, incluindo astrônomos amadores. Outras fontes também são estudadas como imagens feitas pelo Hubble, e pelo Observatório de Calar Alto. As tempestades se formaram ao longo de 8 meses, ou seja, de Março até Outubro de 2018. Cada tempestade aparece como um ponto brilhante nas imagens do planeta. Os pesquisadores também criaram modelos das tempestades e rodaram simulações que mostraram que as tempestades têm uma energia 10 vezes maior que as tempestades menores de Saturno, mas que é 1 centésimo da energia das Grandes Manchas Brancas. Os pesquisadores sugerem que é possível que as tempestades de tamanho intermediário são na verdade, tempestades grandes que não deram certo, falharam, se partiram e formaram essas tempestades de tamanho intermediário. Uma grande tempestade em Saturno se forma aproximadamente a cada 60 anos.

Os pesquisadores planejam continuar olhando para mais dados a fim de aprender mais sobre as tempestades e quem sabe até detectar outras. Uma coisa que eles querem muito saber é como raios podem ser gerados por tempestades de tamanho intermediário. Se eles conseguirem encontrar a resposta para isso eles poderão determinar se essas tempestades de tamanho intermediário se parecem mais com as pequenas tempestades de Saturno ou com as maiores.

Fonte:

https://phys.org/news/2019-10-mid-sized-storms-saturn.html
Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.