Astrônomos Descobrem Um Novo Superaglomerado de Galáxias

Analisando os dados obtidos pelo eROSITA Final Equatorial Depth Survey, ou eFEDS, uma equipe internacional de astrônomos detectou um novo superaglomerado de galáxias. A estrutura recém-descoberta consiste de oito aglomerados de galáxias.

Contendo várias estruturas com uma grande variação de massa, desde aglomerados de galáxias massivos e densos até pontes e filamentos de baixa densidade, os superaglomerados estão entre as maiores estruturas conhecidas do universo. Encontrar e investigar os superaglomerados em detalhe pode ser essencial para melhorar o nosso entendimento sobre a formação e a evolução dos grandes filamentos cósmicos.

Agora um grupo de astrônomos, então, relatou a descoberta de um novo superaglomerado, estrutura que foi identificada durante a fase de verificação de performance do eFEDS. Foram analisados 140 graus quadrados do eFEDS para realizar a descoberta.

O superaglomerado consiste de uma cadeia de 8 aglomerados de galáxias localizado a uma distância com desvio para o vermelho de 0.36. As observações mostram que os aglomerados mais ao norte da estrutura estão passando por um processo de fusão. Dados obtidos em raios-X e na luz visível sugerem que seja um sistema com tripla fusão com uma dupla fusão de estruturas e com uma estrutura em pré-fusão.

O aglomerado designado de eFEDS J093513.3+004746 reside na parte norte do superaglomerado, e é o mais massivo e luminoso dos oito. Ele é também um dos mais massivos e luminosos aglomerados em todo o campo de visão do eFEDS. Sua massa foi calculada como sendo equivalente a 580 trilhões de vezes a massa do Sol.

Os menos massivos dos aglomerados no superaglomerado é o eFEDS J093546.4-000115 e o eFEDS J093542.9-000334, que possuem massa equivalente a 130 trilhões de vezes a massa do Sol. As massas dos outros 5 aglomerados fica entre 140 e 250 trilhões de vezes a massa do Sol.

Os dados ainda revelaram a existência de duas relíquias de rádio nas regiões norte e sudeste dos aglomerados mais ao norte e um alongado halo de rádio, que também concorda com o cenário de atividade de fusão.

A presença de um halo alongado de rádio conectando as duas relíquias de rádio no eFEDS J093513.3+004746 e o eFEDS J093510.7+004910 indica que o aglomerado está passando por um grande processo de fusão. Isso é comprovado pelo mapa de contorno de densidade de galáxias que mostra dois picos nas regiões norte e sul do sistema de aglomerados.

O estudo relata que as propriedades de raios-X dos 8 aglomerados que formam esse novo superaglomerado são similares àquelas que normalmente são encontradas em aglomerados detectados pelo eFEDS. Além disso, as propriedades morfológicas são também consistentes com as amostras de mais de 300 aglomerados identificados pelo eFEDS.

Fonte:

https://phys.org/news/2020-12-supercluster-astronomers.html

https://arxiv.org/pdf/2012.11607.pdf

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.