Astrônomos Descobrem Super-Terra Parecida Com Mercúrio

Uma equipe internacional de astrônomos descobriu um sistema planetário contendo no mínimo 3 planetas massivos, orbitando a estrela anã entre os tipo G e K, K2-229. O mais intrigante disso tudo é que um desses exoplanetas, é um objeto da classe das super-Terras, mas com uma composição parecida com o planeta Mercúrio.

A K2-229, também conhecida como EPIC 228801451, ou TYC 4947-834-1 ou também como 2MASS J12272958-0643188, está localizada na constelação de Virgem, a cerca de 339 anos-luz de distância da Terra.

Em ordem crescente com relação à distância da estrela, os 3 exoplanetas recém-descobertos foram chamados de K2-229b, c e d.

O planeta mais interno tem um raio de 1.2 vezes o raio da Terra, e uma massa de 2.6 vezes a massa da Terra, com uma densidade de 8.9 g/cm^3.

Os planetas K2-229c e d têm massas menores de 2.1 e 2.5 vezes a massa da Terra e raios de 2.12 e 2.65 vezes o raio da Terra respectivamente.

Comparado com Mercúrio, o K2-229b, orbita a estrela com um período de apenas 14 horas. Sua temperatura no lado de dia do planeta chega aos 2057 graus Celsius, e ele assume uma rotação síncrona.

Essas condições fazem do K2-229b potencialmente mais sensível que Mercúrio para a evaporação do manto. Nessa temperatura, o manto no lado de dia do planeta pode se volatilizar e criar uma atmosfera satura em silicatos.

“Mercúrio se destaca dos outros planetas terrestres do Sistema Solar, mostrando uma fração muito alta de ferro e implicando que ele se formou de uma maneira diferente”, disse um membro da equipe, o Dr. David Armstrong, do Astronomy and Astrophysics Group na Universidade de Warwick, no Reino Unido.

“Nós estamos surpresos por ver um exoplaneta com a mesma alta densidade, mostrando que planetas parecidos com Mercúrio talvez não sejam tão raros como pensávamos”.

“De forma interessante, o K2-229b também é o planeta mais interno do seu sistema, que tem no mínimo 3 planetas, apesar de todas as três órbitas serem muito mais próximas da estrela do que a própria órbita de Mercúrio é do Sol”.

A natureza densa e metálica do K2-229b, tem várias possíveis origens, e uma hipótese é que a sua atmosfera pode ter sido erodida pelo intenso vento estelar e pelas flares, já que o planeta está muito perto da estrela.

Outra possibilidade é que o K2-229b foi formado depois de um grande impacto entre dois corpos astronomicamente grandes no espaço, há bilhões de anos, uma teoria parecida com a que defende que a Lua se formou por um impacto de um objeto do tamanho de Marte com a Terra.

“Mais descobertas como essa ajudarão a termos uma ideia sobre a formação desses planetas incomuns, bem como a formação do próprio planeta Mercúrio”, disse o Dr. Armstrong.

Fonte:

http://www.sci-news.com/astronomy/super-earth-mercury-like-composition-k2-229-05859.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.