Astrônomos Amadores Descobrem Exoplaneta Do Tamanho de Saturno Na Zona Habitável de Estrela Distante

Mais de 4000 exoplanetas já foram descobertos desde o primeiro em 1995. Agora, mais um foi adicionado a lista, e enquanto eu escrevo esse post, pode ter certeza que outros tantos estão sendo descobertos. Esse planeta orbita a estrela Gliese 3470, uma estrela do tipo anã vermelha localizada na constelação de Cancer. O que faz essa descoberta particularmente interessante é que esse planeta não foi descoberto por nenhum astrônomos profissional usando equipamentos de alta tecnologia, como o Telescópio Espacial Kepler, mas sim, foi descoberto por astrônomos amadores.

Mas não são quaisquer amadores, eles são parte de um esforço organizado por Alberto Caballero do canal The Exoplanet Channel no YouTube.

O grupo é chamado de Habitable Exoplanet Hunting Project, ou HEHP e se autointitula como sendo o primeiro program internacional coordenado inteiramente por astrônomos amadores na busca de exoplanetas habitáveis.

O grupo inclui mais de 30 observatórios amadores e profissionais localizados em 10 países e em 5 continentes. O grupo coordena esforços por todos os observatórios observando a mesma estrela de forma concominante por um período de tempo longo.

No caso do novo planeta, que é chamado de Gliese 3470c, a maior parte dos dados observacionais veio de um astrônomo amador chamado Phillip Scott localizado em Kiowa, no estado de Oklahoma.

As observações foram feitas usando o seu próprio telescópio de 12.5 polegadas que faz parte do observatório que ele mesmo construiu no quintal da sua casa. As observações foram realizadas entre dezembro de 2019 e maio de 2020.

Os dados coletados durante esse período foram analisados usando a técnica conhecida como trânsito por fotometria, que observa mudanças no brilho da estrela. A equipe observou 3 trânsitos de um potencial planeta, que eles diziam poder ter um período orbital de 66 dias.

Dado o tamanho da estrela Gliese 3470, isso poderia colocar o planeta numa região equivalente de radiação da Terra, fazendo com que fosse possível que o planeta pudesse residir na chamada zona habitável da estrela.

O planeta é muito grande para ser um análogo da Terra, com cerca de mais de 9.2 vezes o diâmetro do nosso planeta, colocando ele com um tamanho parecido com o de Saturno. Os astrônomos também não podem eliminar a possibilidade do planeta ser mais rápido do que eles propuseram.

O planeta ainda precisa ser confirmado, tanto a sua existência como detalhes como o seu período orbital e tamanho. Como é comum de acontecer com as descobertas de exoplanetas, a equipe do HEHP publica suas descobertas em um link do Google Drive, e estão atualmente encorajando mais astrônomos a observarem a estrela Gliese 3470 para que se possa confirmar a existência do planeta.

Nos resta esperar que essa descoberta seja confirmada e que também inspire novos astrônomos amadores a pesquisarem por planetas localizados na zona habitável de outras estrelas.

Fonte:

https://www.sciencealert.com/saturn-sized-planet-is-the-first-exoplanet-completely-discovered-by-amateur-astronomers

https://drive.google.com/drive/folders/1ndfK93X0MwE8zQB5aUahfzv3cnkKwvTV

https://www.youtube.com/channel/UCdDS4j318UpKjNcpe_LeQxQ

https://arxiv.org/pdf/2007.07373.pdf

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.