fbpx

As Primeiras Imagens da Missão Chinesa Tianwen-1 Em Marte

A China National Space Administration, ou CNSA, a NASA chinesa, divulgou as primeiras imagens de alta resolução de Marte feita pela sua sonda a Tianwen-1.

As imagens, em preto e branco e uma colorida, foram feitas enquanto a sonda viaja atualmente pela órbita do planeta Marte.

As duas imagens em preto e branco têm 7 metros de resolução e foram feitas pela câmera de alta definição o módulo orbitador da Tianwen-1, quando a sonda estava a cerca de 330 a 350 km acima da superfície marciana. Crateras, montanhas, cristas, e dunas de areia são visíveis de forma clara na imagem.

Já a imagem colorida de Marte foi feita por outra câmera do módulo orbitador, mostrando o polo norte de Marte.

A Tianwen-1 é a primeira missão independente do país para Marte, e foi lançada a bordo do foguete Long March 5 no dia 23 de julho de 2020, direto do Wenchang Space Launch Center na província de Hainan, dando início ao programa de exploração planetária da nação chinesa.

A sonda de 5 toneladas é feita de duas partes principais, o orbitador e o módulo de pouso, e voou por 224 dias até chegar em Marte, cumprindo 475 milhões de km. Atualmente a sonda se encontra a cerca de 212 milhões de km de distância da Terra.

No dia 24 de fevereiro de 2021, ela entrou na sua órbita ao redor do Planeta Vermelho e ficará nessa órbita por cerca de 3 meses até liberar a cápsula que irá pousar no planeta.

Todos os sete instrumentos científicos da missão localizados no orbitador serão ativados de forma gradativa durante a estada nessa órbita, e realizarão a missão de observar e analisar as feições geológicas e o clima, definindo assim um local ótimo para o pouso.

O objetivo da missão Tianwen-1 é pousar em Marte e liberar um pequeno rover em maio ou em junho de 2021, na parte sul da Utopia Planitia em Marte. A Utopia Planitia é o local ideal para um primeiro pouso, pois é uma grande bacia, na verdade a maior bacia de impacto conhecida no Sistema Solar, é como se fosse um grande estacionamento, e depois de pousar ali a missão deve conduzir uma série de atividades científicas.

Pesando cerca de 240 kg, o rover que ainda não tem nome, tem seis rodas, e quatro painéis solares e é capaz de se mover a uma velocidade de 200 metros por hora em Marte. Ele carrega seis instrumentos científicos, incluindo câmeras multiespectrais, um GPR, e medidores meteorológicos, é esperado que o rover trabalhe por cerca de 3 meses na superfície marciana.

Se esse rover altamente autônomo funcionar bem, ele se tornará o sexto rover na história a ter pousado com sucesso em Marte, lembrando que os 5 anteriores são dos EUA. A NASA conseguiu pousar com sucesso no dia 18 de fevereiro de 2021, o Perseverance na Cratera Jezero e hoje tem 2 rovers trabalhando em Marte.

A Tianwen-1 é a quadragésima sexta missão a explorar Marte, desde outubro de 1960, quando a União Soviética mandou a primeira sonda para o Planeta Vermelho. De todas essas, só 19 cumpriram com sucesso sua missão.

Fonte:

http://www.cnsa.gov.cn/english/n6465652/n6465653/c6811350/content.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .