As Maiores Estrelas

O pequeno aglomerado aberto estelar Pismis 24 localiza-se no centro da nebulosa NGC 6357 em Scorpius, a aproximadamente 8000 anos-luz de distância da Terra. O objeto mais brilhante no centro dessa imagem é designada de Pismis 24-1 e pensou-se uma vez que esse objeto tivesse algo entre 200 e 300 massas solares. Isso não só teria feito dela de longe a estrela mais massiva conhecida na galáxia mas teria a colocado bem acima do limite de massas solares que uma estrela pode ter, que são 150 massas solares.

Contudo, o Telescópio Espacial Hubble através de suas imagens de alta resolução mostrou que na realidade o que se pensava fosse uma estrela, são duas estrelas orbitando-as mutualmente e a sua massa estimada é de 100 massas solares.

Em adição a isso, observações espectroscópicas feitas com telescópios baseados na Terra revelaram que uma das estrelas é na verdade um sistema binário próximo, tão próximo que nem o poder do Hubble é capaz de resolver. Isso divide a massa estimada para a Pismis 24-1 entre três estrelas. Embora as estrelas ainda estejam entre as mais pesadas conhecidas, o limite de massa não foi quebrado devido a multiplicidade do sistema.

As imagens da NGC 6357 foram feitas com a Wide Field and Planetary Camera 2 do Hubble em Abril de 2002.

Fonte:

http://www.nasa.gov/multimedia/imagegallery/image-feature_1818.html

 

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.