As Luas Congeladas de Saturno: Qual a Diferença Faz Uma Década?

encelado_capa

observatory_150105Quase imediatamente depois das sondas gêmeas Voyager da NASA terem feito suas breves visitas a Saturno, no início dos anos 80, os cientistas estavam famintos por mais. As sondas Voyager tinham oferecido a eles somente uma breve espiada de uma família de mundos – As Luas Congeladas de Saturno – e os pesquisadores estavam com vontade de gastar mais tempo entre esses corpos.

A sucessora das sondas Voyager em Saturno, a sonda Cassini da NASA, já passou 10 anos coletando imagens e outros dados, enquanto ela passeia pelo Planeta dos Anéis e pela sua família de satélites. Novos mapas coloridos, produzidos a partir desses dados, mostram que a Cassini essencialmente cumpriu de maneira completa uma dos muitos objetivos da missão, produzir mapas globais das seis maiores luas congeladas de Saturno.

Mimas - Voyager
Mimas – Voyager
Mimas - Cassini
Mimas – Cassini

Essas são as grandes luas Saturnianas, excluindo a gigantesca Titã coberta por névoa, conhecidas antes do início da Era Espacial: Mimas, Encélado, Tétis, Dione, Reia e Iapetus. Apesar de espaços vazios na região polar norte de Encélado (que deve ser preenchido no próximo ano), e algumas áreas de Iapetus, esse objetivo está agora mais ou menos completo.

As figuras nesse post mostram as imagens feitas pelas Voyager e pela Cassini, comparem os resultados e deixem nos comentários o que acham das diferenças encontradas.

Encélado - Voyager
Encélado – Voyager
Encélado - Cassini
Encélado – Cassini

Os novos mapas são os melhores mapas globais coloridos dessas luas até o momento, e os primeiros a mostrarem as variações de brilho natural e a cor em alta resolução. As cores nos mapas, representam um intervalo maior do que aquele que a visão humana é capaz de perceber, se estendendo um pouco nos comprimentos de onda infravermelho e ultravioleta. As diferenças nas cores através das superfícies das luas, que são sutis em imagens de cor natural, tornam-se muito mais fáceis de serem estudadas nessas imagens com cores realçadas.

Tétis - Voyager
Tétis – Voyager
Tétis - Cassini
Tétis – Cassini

As imagens com cores realçadas da Cassini já apresentaram importantes descobertas sobre as luas congeladas. As mais óbvias são as diferenças nas cores e no brilho entre os dois hemisférios de Tétis, Dione e Reia. A coloração avermelhada escura no hemisfério principal das luas se deve a alteração pelas partículas e pela radiação na magnetosfera de Saturno. Exceto por Mimas e Iapetus o hemisfério dessas luas que sempre fica voltado para Saturno, são todos cobertos com poeira congelada do Anel E de Saturno, formado a partir de pequenas partículas que entram em erupção do polo sul de Encélado.

Dione - Voyager
Dione – Voyager
Dione - Cassini
Dione – Cassini

A própria Encélado apresenta uma variedade de feições coloridas. Algumas dessas feições de gás e poeira sendo enviadas para o espaço a partir de grandes fraturas perto do polo sul da lua, que retorna para a superfície e pinta Encélado com uma cobertura fresca. As tonalidades amareladas e magenta no mapa colorido da Cassini são pensadas que existam ali devido às diferenças na espessura desses depósitos. Muitas da maioria das fraturas recentemente formadas em Encélado, aquelas próximas do polo sul em particular, possuem uma forte assinatura ultravioleta, que aparece azulada nos mapas. Suas cores se devem aos grandes grãos de gelo expostos na superfície, não diferente do gelo azul visto em alguns lugares no Ártico da Terra.

Os novos mapas foram produzidos por Paul Schenk, um cientista participante com a equipe de imageamento da Cassini baseado no Lunar and Planetary Institute em Houston.

Reia - Voyager
Reia – Voyager
Reia - Cassini
Reia – Cassini

A missão Cassini-Huygens é um projeto cooperativo da NASA, a ESA e a AEI. O Laboratório de Propulsão a Jato em Pasadena, na Califórnia, gerencia a missão Cassini e gerenciou a missão Voyager para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. As duas sondas Voyager e o módulo orbital Cassini, juntamente com as duas câmeras de bordo, foram desenhadas, desenvolvidas e montadas no JPL. A equipe de imageamento da Cassini, consiste de cientistas dos EUA, Inglaterra, França e Alemanha. A equipe de imageamento fica baseado no Space Science Institute, em Boulder, no Colorado.

Iapetus - Voyager
Iapetus – Voyager
Iapetus - Cassini
Iapetus – Cassini

Mais informações sobre a missão Cassini estão disponíveis nos seguintes sites:

http://www.nasa.gov/cassini

http://saturn.jpl.nasa.gov

Fonte:

http://www.nasa.gov/jpl/cassini/saturns-moons-what-a-difference-a-decade-makes/#.VIiSrjHF98E

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.