As Imagens Da OSIRIS-REx Coletando Amostras do Asteroide Bennu – Momento Histórico

O dia 20 de outubro já pode entrar definitivamente nos livros de história da exploração espacial, foi nesse dia que a sonda OSIRIS-REx da NASA fez o seu Touch-And-Go no asteroide Bennu. A sonda desceu de sua órbita de segurança, tocou a superfície do asteroide, coletou amostras e depois saiu voltando para a órbita. Tudo isso aconteceu a cerca de 321 milhões de quilômetros da Terra. No dia 21 de outubro de 2020, as imagens desse feito marcante foram apresentadas para o público.

O que você vê nesse post é uma coleção dessas imagens, que foram integradas em vídeos para melhor apresentar o que foi realizado. Às 19:08, hora de Brasília, do dia 10 de outubro de 2020, a sonda tocou a superfície do Bennu, dentro do intervalo de 1 metro do local conhecido como Nightingale. Os dados mostram que o equipamento responsável por fazer a amostragem da superfície tocou o asteroide por 6 segundos, e depois disso, a sonda ligou seus motores e partiu com segurança.

Nas imagens dá para ver o braço de coleta de amostras da sonda, o chamado Touch-And-Go Sample Acquisition Mechanism, ou TAGSAM. A parte arredondada no final do TAGSAM é a única parte da sonda OSIRIS-REx que entrou em contato com a superfície do asteroide no momento da coleta de amostras. Nas imagens é possível ver também, o momento logo após a coleta de amostras, quando a cabeça do braço de amostragem atinge a superfície e penetra no regolito do Bennu. Até o contato inicial, a cabeça do TAGSAM parece atingir alguma rocha porosa. Um segundo depois, a sonda dispara a sua carga de gás nitrogênio, que mobiliza uma grande quantidade de material no local de coleta de amostras. Os dados preliminares mostram que a sonda passou aproximadamente de 5 a 6 segundos em contato com a superfície para coletar o material, e a maior parte da coleta aconteceu nos 3 primeiros segundos.

O TAGSAM foi desenhado para coletar o material da superfície agitado depois do disparo da carga de nitrogênio, e a equipe da missão irá acessar a quantidade de material coletado através de várias atividades que serão executadas pela sonda. Após o touchdown, a sonda ligou seus motores para se afastar do Bennu. Como esperado, essa manobra também perturbou o local de contato conhecido como Nightingale, e detritos soltos são vistos voando perto do final do vídeo. A telemetria inicial mostrou que a sonda está em bom estado depois de toda essa atividade. A sonda viajou a 10 cm/s quando entrou em contato com o com o local de coleta de amostras Nightingale, e então acelerou para 40 cm/s ao sair do asteroide.

As imagens aqui apresentadas foram registradas num período de aproximadamente 5 minutos. A sequência de imagens começa com a sonda a 25 metros acima da superfície do asteroide, e segue até o momento em que a sonda sai da superfície, sendo que a última imagem foi feita quando a sonda estava a cerca de 13 metros de altura, 35 segundos depois dela se afastar do asteroide. A sequência foi criada usando 82 imagens adquiridas pela SamCam, com 1.25 segundos entre os frames. Para o contexto das imagens, elas foram orientadas de modo com que o oeste do asteroide Bennu ficasse na parte superior delas.

Fonte:

https://www.nasa.gov/feature/goddard/2020/osiris-rex-tags-surface-of-asteroid-bennu/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.