fbpx
25 de fevereiro de 2024

Aglomerado de Galáxias é Relíquia de um Universo Antigo

Uma coleção de galáxias surpreendentemente grande (pontos vermelhos no centro da imagem) estão localizadas a distâncias enormes nesta imagem que combina comprimentos de onda do infravermelho e do visível – observações feitas com o Telescópio Espacial Spitzer contribuíram para a componente infravermelha da imagem, enquanto que os comprimentos infravermelhos mais curtos e os dados da parte visível do espectro foram obtidos pelo telescópio japonês Subaru localizado no topo do monte Mauna Kea no Havaí.

Esse aparente ancestral dos grupos de galáxias atuais parece de maneira surpreendente moderno. Chamado de CLG J02182-05102, o aglomerado antigo é dominado por galáxias vermelhas, massivas e velhas, típicas de aglomerados atuais. Por exemplo, esse aglomerado é similar a versão mais nova como o Aglomerado da Coma de hoje, que ainda tem bilhões ou mais de anos para se desenvolver. A maioria das galáxias que habitam a porção central do Aglomerado da Coma são elípticas. Tanto galáxias elípticas gigantes como anãs são encontradas em abundância no aglomerado.

“Nós estamos vendo algo já mais velho e vermelho como se fosse uma versão mais jovem do Aglomerado da Coma a partir de uma distância muito maior”, disse Casey Papovich, principal autor de um novo estudo e professor assistente de astronomia e física na Universidade do Texas A&M em College Station. Papovich ainda adiciona, “é como se fossemos a um ponto arqueológico de Roma e encontrássemos pedaços da Roma moderna entre as ruínas”.

O aglomerado CLG J02182-05102 poderia perfeitamente estar a frente do seu tempo. Assim como Roma foi a 2000 anos atrás a maior cidade do mundo com um milhão de pessoas. De modo análogo esse aglomerado era uma civilização avançada em um universo ainda em desenvolvimento.

Aglomerados de galáxias são as maiores estruturas unidas pela gravidade no universo e acredita-se que tenham se formado pouco a pouco com o decorrer do tempo cósmico. Atualmente o CLG J02182-05102 é o único agrupamento de galáxias conhecido tão distante no passado que o seu estudo irá ajudar a entender a história geral de como as galáxias se uniram e como se desenvolveram.

Fonte:

http://www.stumbleupon.com/su/1POQlC/www.dailygalaxy.com/my_weblog/2010/05/image-of-the-day-coma-cluster-mirrors-an-ancient-universe.html/r:t

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo