A Via Láctea E A Aeroluminescência Sobre o Crater Lake no Oregon

mwskyglow_moore_2500

observatory_150105Quantos diferentes fenômenos astronômicos aparecem na imagem acima? Alguns. Em primeiro plano está o Lago Crater – uma caldeira criada pelo vulcanismo no planeta Terra, a aproximadamente 7700 anos atrás. Depois, dentro do lago, lógico está a água. Embora a origem da água na cratera venha da neve derretida, a origem da água na Terra é de maneira geral mais misteriosa, mas muito possivelmente relacionada com antigos impactos de corpos congelados com a Terra. Outra coisa que podemos observar é a chamada aeroluminescência, a luz emitida pelos átomos na alta atmosfera da terra à medida que eles se recombinam na noite, depois de serem separados durante o dia pela energia solar. Os muitos pontos de luz no céu são as estrelas, brilhando pela fusão nuclear. Elas, logicamente estão muito além da atmosfera da Terra, embora sejam consideradas estrelas próximas do nosso Sol. Finalmente, o brilhante arco cruzando a imagem é a banda central da Via Láctea, mais longe ainda do que as estrelas mais próximas, e que toma forma na sua maior parte devido à gravidade. Contrária às aparências, a banda da Via Láctea brilha por si só e não é iluminada pela aeroluminescência. A imagem acima é na verdade uma combinação panorâmica de seis outras imagens feitas a aproximadamente 2 semanas atrás no estado norte-americano do Oregon.

via_lactea_crater_lake_02

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap130619.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo