A Teia Cósmica da Nebulosa da Tarântula

Essa é a maior e mais complexa região de formação de estrelas em toda a vizinhança galáctica. Localizada na Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia satélite que orbita a Via Láctea, a sua aparência “semelhante” à de uma aranha é responsável pelo seu sugestivo nome, Nebulosa da Tarântula. Essa tarântula, contudo, tem aproximadamente 1000 anos-luz de comprimento. Ela está localiza a uma distância de 1500 anos-luz, o que faz com que ela seja o berçário estelar mais próximo da Terra, e devido a essa distância cobre incríveis 30 graus do céu, ou seja, uma área igual a de 60 luas cheias. Detalhes intrigantes da nebulosa são visíveis na imagem acima, que é aqui reproduzida, e mostrada em cores para destacar interesses científicos. Os compridos braços da Nebulosa da Tarântula ao redor da NGC 2070, um aglomerado estelar que possui algumas das estrelas mais brilhantes e mais massivas conhecidas, são vistos em azul à direita. Como as estrelas massivas, possuem uma vida curta e morrem ainda jovens, não é de se surpreender que a Tarântula cósmica também localiza-se perto da região da mais recente e próxima supernova.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110111.html

 

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.