fbpx
27 de fevereiro de 2024

A Sombra da Cruz


sombra_cruz


observatory_150105Para aqueles que vivem no hemisfério sul, o Cruzeiro do Sul é um sinal familiar no céu. Ele é formado pelas quatro estrelas mais brilhantes na constelação da Crux (A Cruz) – o Cruzeiro do Sul é um asterismo da Crux. Algo menos familiar, é uma mancha escura, localizada adjacente à Cruz, que pode ser vista prontamente em céus com pouca poluição luminosa. Esse grande buraco na Via Láctea é na verdade uma nebulosa escura normalmente conhecida como o Saco de Carvão, uma nuvem de luz absorvendo poeira e gás a uma distância aproximada de 600 anos-luz, com um raio de cerca de 30 x 35 anos-luz. Devido à sua aparente proximidade e orientação ao Cruzeiro do Sul, essa nuvem as vezes é conhecida como Sombra da Cruz. Como o Saco de Carvão não está conectado de forma alguma fisicamente com o Cruzeiro do Sul, o alinhamento nada mais é do que uma mera questão de coincidência.

A imagem acima foi feita no dia 26 de Maio de 2014 às 21:50, hora local, no Observatório de Indaba, em East Lismore, New South Wales, Austrália.

Fonte:

http://epod.usra.edu/blog/2014/09/shadow-of-the-cross.html


alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo