A Razão de K/Th em Mercúrio e nos Planetas do Sistema Solar Interno

Essa figura mostra a razão pelo peso de potássio para tório para os planetas terrestres e para a Lua, esses valores foram plotados versus a distância de cada corpo ao Sol. Pelo fato do potássio ser um elemento volátil e o tório ser um elemento refratário, essa razão é uma medida sensível do processo térmico que fraciona os elementos por volatilidade. Por exemplo, a razão para a Lua (300) é muito menor que a razão na Terra (30000), refletindo perda volátil durante a formação da Lua por meio de um impacto gigantesco. A razão para Mercúrio é de aproximadamente 6000, como determinado pelo instrumento GRNS, e esse valor é comparável com os valores encontrados em Vênus, na Terra e em Marte, indicando que Mercúrio não sofreu uma alta depleção de seus elementos em processos voláteis, terminando assim, com alguns dos modelos de formação do planeta e da história inicial de evolução dos planetas.

Fonte:

http://messenger.jhuapl.edu/gallery/sciencePhotos/image.php?page=2&gallery_id=2&image_id=541

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo