A Pluma Do Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko Registrada Pela Sonda Rosetta

Uma pluma de poeira e gelo do Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko foi vista pela sonda Rosetta da ESA no dia 3 de Julho de 2016, e forneceu evidências de que essa explosão se originou no interior do cometa, talvez iniciada por antigas aberturas que liberam gás, ou por pacotes de gelo escondido nas profundezas do cometa.

No painel acima, a imagem acima e a esquerda mostra um modelo tridimensional do cometa, destacando a chamada Região Imhotep. Uma seta indica a bacia de onde a pluma emergiu no dia 3 de Julho de 2016.

A imagem na parte inferior esquerda do painel mostra uma imagem do cometa feita pela sonda Rosetta no dia 5 de Fevereiro de 2016, mostrando a área de onde a pluma emergiu com mais detalhe.

A imagem superior direita do painel foi feita com a câmera de grande angular OSIRIS, da sonda Rosetta, no dia 3 de Julho de 2016, às 4:50 hora de Brasília, durante a explosão. Abaixo dessa imagem estão duas outras imagens da mesma região feitas pela câmera de ângulo fechado da OSIRIS: na esquerda, uma imagem do dia 2 de Julho de 2016, 10 horas antes da explosão, e na direita uma imagem da mesma região feita no dia 3 de Maio de 2016.

Fonte:

http://www.esa.int/spaceinimages/Images/2017/10/Comet_plume_in_context

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.