fbpx
17 de setembro de 2021

A Pegada de Minkowski: Uma Rara Pegada Cósmica

O Telescópio Espacial Hubble das Agências Espaciais NASA e ESA foi usado para registrar uma espetacular imagem de um raro fenômeno astronômico chamado de nebulosa protoplanetária. Esse exemplo em particular, se chama Pegada de Minkowski, também conhecido como Minkowski 92, mostra duas vastas estruturas na forma de cebolas dos dois lados de uma estrela antiga, dando a esse objeto uma forma muito distinta.

Nebulosas protoplanetárias como a Pegada de Minkowski é atualmente uma nebulosa de reflexão à medida que só é visível devido a luz refletida de uma estrela central. Em alguns milhares de anos, a estrela se tornará mais quente e a sua radiação ultravioleta irá iluminar o gás ao redor fazendo com que ele brilhe intensamente. Neste ponto ela se tornará uma nebulosa planetária completa.

Os processos por trás das nebulosas protoplanetárias não são completamente entendidos, fazendo com que as observações sejam cada vez mais importantes. O Hubble já conduziu extraordinários trabalhos nesse campo e está programado para continuar com esse tipo de trabalho.

A imagem acima foi obtida com a Wide Field Planetary Camera 2 do Hubble. A imagem foi feita através de muitas exposições através de quatro diferentes filtros coloridos. A luz proveniente do oxigênio ionizado foi colorida de azul através do filtro F502N, a luz passando pelo filtro verde e amarelo, o F547M, foi colorido de ciano, a luz proveniente do enxofre ionizado é colorido de vermelho pelo filtro F673N. Os tempos totais de exposição por filtro foram de 2080, 960, 2080 e 1980 segundos respectivamente e o campo de visão é de somente 36 arcos de segundo de diâmetro.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1128a/

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo