A Nuvem Molecular Barnard 163

Pode parecer algo como um ganso começando a voar, mas esse objeto guarda estrelas em seu interior ao invés de ovos. No centro da imagem acima localiza-se a Barnard 163, uma nebulosa de gás e poeira molecular tão espessa que a luz visível não consegue brilhar através dela. Com uma asa que se expande medida em anos-luz, o interior da Barnard 163 é com certeza mais frio que a região externa, isso gera condições onde o gás pode se aglomerar. e eventualmente formar estrelas. A Barnard 163 localiza-se a aproximadamente 3000 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação de Cepheus, O Rei. O brilho vermelho no plano de fundo resulta da IC 1396, uma grande nebulosa de emissão que é o lar da Nebulosa da Tromba de Elefante. Encontrar a Barnard 163 em uma imagem feita da grande nebulosa de emissão IC 1396 pode ser um desafio, mas é possível.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110501.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo