fbpx

A Noite dos Perseidas

Na noite de 12 de Agosto de 2010, a partir do momento em que a Lua se pôs até quase o amanhecer foram as horas perfeitas para se poder ver os meteoros. Astrônomos espalhados pelo mundo inteiro observaram se deliciaram com esse fenômeno à medida que a Terra atravessava o rastro de poeira deixado por um cometa no que é conhecido como Chuva de Meteoros Perseidas. Antecipando o momento da chuva atingir o seu máximo, o astrônomo Marco Verstraaten registrou uma série de exposições capturando os meteoros em um período de 6 horas usando uma lente de grande ângulo a partir de um lugar não tão escuro na Holanda. Combinando as exposições ele conseguiu então produzir essa bela imagem do céu com muitos rastros coloridos de meteoros que atingiram a atmosfera terrestre. como pano de fundo se tem a Via Láctea e até mesmo a apagada Galáxia de Andromeda pode ser observada um pouco a direita do centro da imagem. Embora as partículas do cometa estejam viajando em paralelo entre elas, a chuva claramente mostra se irradiar de um ponto no céu que fica na constelação de Perseus e daí o nome dessa chuva. O efeito radiante existe devido a perspectiva, à medida que trajetórias paralelas parecem cobrir a mesma distância. As estrelas brilhantes de Perseus podem ser vistas entre as árvores.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap100814.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .