A Luz da Lua Ilumina o VLT no Paranal

O fotógrafo Gianluca Lombardi usou um disparador remoto e uma exposição de 30 segundos para fazer essa bela foto noturna dele mesmo sentado e observando a plataforma do Very Large Telescope do ESO. O VLT fica no Cerro Paranal a uma altitude de 2600 metros no Deserto do Atacama no Chile, uma das regiões mais secas do mundo. As condições de observação no Paranal são tão excepcionais que em uma noite clara sem Lua é possível ver sombras geradas pela própria luz das estrelas da Via Láctea.

Nessa fotografia, contudo, a Lua está alta no céu aparecendo como uma luz brilhante devido à longa exposição. A Lua está praticamente se escondendo atrás do Unit Telescope do VLT (UT4) denominado de Yepun, e a sombra gerada pela luz da Lua atingiu um impressionante comprimento de 200 metros. Os outros três Uts aparecem no plano de fundo da imagem. Da esquerda para a direita eles são conhecidos como Antu (UT1), Kueyen (UT2) e Melipal (UT3), nomes dados na língua Mapuche. Um dos quatro Auxiliary Telescopes de 1.8 metros de diâmetro pode ser visto na imagem, ele é fácil de ser identificado devido ao seu domo redondo à esquerda na frente do Antu (UT1).

Fonte:

http://www.eso.org/public/images/potw1124a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo