fbpx

A Lua na Terra – Os Meteoritos Lunares e Suas Curiosidades

Recentemente foi descoberto um mineral pré-solar chamado de Krotita – encontrado no meteorito NWA 1934 que caiu no Noroeste da África. Desde que o primeiro meteorito lunar, o Allan Hills 81005 (acima), que foi descoberto na Antártica nos anos e 1980, o numero desses raros objetos só tem aumentado desde então se aproximando da marca de 150. Análises da composição e de correspondência (onde dois ou mais fragmentos pertencem a um mesmo objeto) estimam que os meteoritos pertençam a aproximadamente 50 quedas separadas no total, e a sua massa total, aproximadamente 60 kg é uma adição muito bem vinda aos quase 383 kg de amostras lunares que chegaram a Terra por meio das missões Apollo e Luna. Retirados de nove localizações na Lua, as amostras das missões Apollo e Luna, infelizmente não representam a diversidade de materiais encontrados na Lua, já os meteoritos que podem vir de qualquer lugar da superfície podem ajudar a compor o cenário como um todo. Acredita-se que mais de 50% desses meteoritos descobertos tenham se originado do lado escuro da Lua (o Kalahari 009 acima pode ter vindo da Bacia Lomonosov-Fleming), enquanto que a constituição de alguns deles (o ALHA 81005 acima, contém grão exóticos e invulgares totalmente fora da textura, química e variação mineral normalmente encontrada em materiais lunares) fornece uma imagem mais compreensiva da evolução da Lua. Uma maravilhosa descrição e pesquisa dos meteoritos lunares é dada pelo Dr. Randy Korotev, enquanto que a The Meteoritical Society também olha com cuidado cada um dos meteoritos encontrados. Com essas duas explicações pode-se resumir que todos os meteoritos lunares encontrados até hoje vem da Antártica, África e Omã, somente, e nenhum foi descoberto nas Américas do Sul e do Norte, na Europa ou em outro lugar qualquer. Meteoritos lunares com certeza devem ter caído pelo menos uma vez num desses continentes, então é somente uma questão de encontrar e anunciar a sua descoberta. Uma última nota com relação aos meteoritos lunares, atualmente a venda de achados desse tipo é um negócio lucrativo, por exemplo, um raro meteorito lunar pode ser oferecido por aproximadamente 25000 dólares por grama. Quem não gostaria de encontrar um?

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/May+10%2C+2011

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .