A Lua Eclipsada e Avermelhada Sobre a Sede do ESO na Alemanha

Após o cair da noite no dia 15 de Junho de 2011 em Garching, próximo a Munique na Alemanha, uma Lua com a cor vermelho sangue nasceu acima do horizonte. Esses espetacular fenômeno foi causado por um eclipse total da Lua em progresso durante o nascer da Lua e pôde ser registrado nos céus sobre a sede do European Southern Observatory.

Um eclipse da Lua acontece somente quando a Lua, a Terra e o Sol estão exatamente alinhados. Quando a Lua passa através da sombra projetada pela Terra, nosso planeta bloqueia a passagem direta da luz do Sol que atinge a superfície da Lua, assim acontece o eclipse. Esse fenômeno só acontece em noites de Lua Cheia.

Diferente dos eclipses solares, a Lua não desaparece completamente durante o eclipse total da Lua. Ao invés disso ela aparece pintada com uma cor vermelho sangue, dando a ela o nome de Lua de Sangue. A cor avermelhada é devido à dispersão da luz do Sol que passa pela atmosfera da Terra – o mesmo efeito faz com que o pôr-do-Sol e o nascer do Sol deixe o céu avermelhado.

O eclipse do dia 15 de Junho de 2011 foi considerado um eclipse raro, foi o maior eclipse da Lua da década durando quase duas horas. O eclipse observado no ano 2000 foi o mais longo enquanto que o próximo só ocorrerá em 2018.

A sede do ESO em Garching tem uma função administrativa além de ser o centro técnico de operações do ESO, com astrônomos de todo o mundo vivendo ali e desenvolvendo pesquisas de ponta em astronomia e astrofísica.

Fonte:

http://www.eso.org/public/images/potw1125a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.