fbpx

A Lua é Mais Molhada Do Que Se Pensava Anteriormente

Nós estávamos errados sobre a presença de água na Lua? As análises das primeiras amostras de solo lunar da Apollo 11, falharam em encontrar água ou qualquer mineral que tenha sido exposta a água na Lua. A conclusão que durou por mais de 40 anos era que a Lua era seca, isso está em todos os livros e estava consistente com todas as evidências. Mas nos últimos anos os geoquímicos têm relatado evidências da existência de água em múltiplas amostras da Lua. O mais recente relato é um artigo, que pode ser encontrado no final desse post, escrito por Erik Hauri e por alguns colegas que demonstra que cristais dentro do famoso vidro laranja coletado na Apollo 17 nas lavas de titânio da Lua contém pequenas inclusões de material vulcânico derretido com água. As novas análises mostram uma abundância de água se comparadas com as amostras de magma vindas da parte superior do manto da Terra. Esse resultado não é contestado pois os instrumentos utilizados na análise são muito modernos e muito melhores do que os instrumentos utilizados na análise dos dados das amostras da Apollo 11. Mas é um resultado confuso pois fortes evidências apoiam a ideia de que a Lua foi formada a partir de detritos de um antigo e forte impacto ocorrido na Terra. O calor dessa colisão pode ter feito com que a água e outros gases presentes na época se perdessem no espaço. E por isso a Lua seria seca. É bem provável que os modelos como esse de uma gigantesca colisão e da reunião de detritos dessa colisão para formar a Lua sejam muito simplificados. Mas não existem evidências de que a água tenha alterado a maior parte dos minerais lunares ou que a água tenha um papel importante nos processos geológicos encontrados na Lua. Canais sinuosos observados na Lua não foram cavados pelo fluxo de água, e ainda é improvável que é a água responsável pelos fenômenos transientes lunares. Ninguém deve questionar a ciência pelo fato dos resultados atuais serem diferentes dos resultados antigos. Isso é na verdade o processo científico em ação. A ciência é o processo humano que se auto corrige.

Fonte:

https://lpod.wikispaces.com/May+29%2C+2011

 

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .