fbpx

A Geografia da Região Polar da Lua

A cratera Moretus na Lua é bem conhecida, porém aquelas crateras localizadas além dela são difíceis de serem identificadas. Mas espere, olhe com mais atenção. Essa não é a Moretus, é a Schomberger, com a Simpelius e uma montanha em frente. Quando a libração é boa e somente a área perto do limbo é vista isso gera um bom mapa para ver o que é. Na verdade a maioria dos mapas não são muito bons perto do limbo, pode-se usar um aplicativo para iPad, chamado Moon HD e então você conseguirá ver diretamente a área perto do Polo Sul. Desse modo, pode-se descobrir que a grande cratera com assoalho suave quase no limbo é a Amundsen, com a Scott, e a brilhante e pequena cratera em seu anel em frente, e a Nobile localizada entre a Scott e a Amundsen na parte direita. Além da pequena cratera cortando o anel direito da Nobile está a Faustini, e a Shoemaker está já fora da imagem mais a direita. A Hedervári está a esquerda da Amundsen, seria a Ganswindt a cratera localizada além da Hedervári? Além da Ganswindt, na Lua, não aparente nessa imagem, é o anel da bacia de anel gêmeo Schrodinger, o que seria um grande troféu para o observador que conseguisse a imagear desde a Terra.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/September+28%2C+2012

 

 

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .