A Galáxia de Andrômeda (M31) em Infravermelho

Com o que a galáxia de Andrômeda realmente se parece? Para descobrir isso, os astrônomos observaram nossa maior vizinha galáctica em uma luz diferente, a infravermelha. Os astrônomos fixaram o Telescópio Espacial Spitzer no Messier 31 por mais de 18 horas, criando um mosaico que incorpora 11000 exposições separadas. O resultado, mostrado acima, mostra a M31 em detalhes infravermelhos jamais vistos. A luz infravermelha no comprimento de 24 mícron é particularmente sensível à poeira que é aquecida pelas estrelas. Visível na imagem acima estão feições anteriormente não reveladas incluindo as intrigantes estruturas dos braços espirais, um arco espiral perto do centro, um anel de formação de estrelas deslocado do centro e um incomum buraco no disco da galáxia. Em contraste, a galáxia de Andrômeda aparecer muito mais suave na luz visível e na luz ultravioleta. Análises e comparações dessa imagem com outras imagens provavelmente trarão pistas não somente sobre o violento passado da M31, mas também sobre a nossa própria Via Láctea.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap051020.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo