fbpx

A Cratera Tycho

A Cratera Tycho (43.3°S, 11.2°W) normalmente aproveita uma existência de sucesso e de simpatia. Listras brilhantes que irradiam dessa cratera lunar com 85 km de diâmetro fazem com que ela seja facilmente reconhecida e uma das mais impressionantes feições localizadas no hemisfério sul lunar. Visualmente é isso. Ainda pensada como uma das mais proeminentes crateras do solo lunar mostrada aqui nessa imagem, Tycho é algo menos impressionante se observarmos os dados topográficos da missão LOLA, pois a ejeção de material que causa os raios característicos dessa cratera apresenta uma espessura reduzida. Os raios são brilhantes e visíveis nas imagens de luz visível, pois Tycho é uma cratera relativamente nova. De acordo com os dados coletados durante a missão Apollo 17, que desceu a mais de 2000 km de distância da Tycho, estima-se que a sua idade é de somente 108 milhões de anos. À medida que o tempo passa, as condições climáticas do espaço sideral, fazem com que os raios  fiquem mais apagados, tornando-os menos proeminentes.

A profundidade média abaixo da borda é de 4700 metros. Ela possui um pico central que se levanta a 2400 metros no centro da cratera. A Tycho e as crateras ao redor, fazem parte das terras altas do sul lunar.

Fonte:

http://www.facebook.com/note.php?created&&suggest&note_id=408042068125

http://www.nasa.gov/mission_pages/LRO/multimedia/lroimages/lroc-20100114-tycho.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .